Visitas: 58075775 - Online: 146

Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017

CLARETIANO
JAURU





06/11/2015 11:02:59
      
Vilhenense nega ter seduzido filha de pastor, mas confirma “casamento gay”

Montadora de móveis diz que amigos podem enfrentar manifestantes


Numa entrevista exclusiva ao FOLHA DO SUL ON LINE, concedida na manhã desta sexta-feira, 06, a montadora de móveis Alfa Dyheniffer Scheneider, 29 anos, resolveu falar sobre o protesto que um grupo de evangélicos de Juína (MT) fará durante seu casamento em Vilhena, marcado para o dia 20 de dezembro.
Alfa admitiu que realmente iniciou o romance gay com a filha do pastor da igreja evangélica Deus é Amor na cidade matogrossense, o que teria despertado a ira dos fieis da denominação. E são os cristãos desta igreja que virão, em caravana, para protestar contra o enlace, que acontecerá no 1º Cartório de Registro Civil.
A vilhenense, no entanto, nega que tenha seduzido a garota, que tem 22 anos e era noiva, como alegam os cristãos, que se mobilizam contra a união homoafetiva. Ela garante que a abordagem foi feita pela própria filha do pastor e revela detalhes do primeiro encontro, que aconteceu pouco mais de um mês atrás. “Eu estava jogando bola em Juína. Estava visitando meus irmãos, que moram lá e, após a partida, ainda uniformizada, fui até o bar comprar uma cerveja. Aí a Vanuza se aproximou e pediu meu telefone. Claro que eu dei. Ela era linda!”, diz, referindo-se à parceira.
Naquela mesma noite, a moça ligou e elas foram numa festa. Daí em diante o relacionamento engatou e Vanuza de Lima, a então evangélica, acabou com o noivado, para irritação do pai.
O próprio pastor, segundo Alfa, a chamou para uma conversa e tentou convencê-la a romper com a filha. “Eu disse que ele deveria resolver isso com a Vanuza. Se ela quisesse terminar, por mim ‘tava de boa’. Mas ela não quis e nem quer”, garante.

O PROTESTO
Ao comentar a manifestação dos “irmãos” de Vanuza, que era membro da igreja evangélica, assim como seu ex-noivo, a vilhenense dispara: “Se eles vierem mesmo, eu convoco meus amigos que apóiam o casamento. E aí terá manifestação a favor também”.
Quanto à nova vida após o casamento, Dyheniffer ainda não sabe onde irá morar, mas faz uma espécie de ameaça: “Se ficarem perturbando, a gente transfere o casamento para Juína e até passa a morar lá”.

ORIENTAÇÃO SEXUAL
Ao falar de si mesma, Alfa faz uma revelação: “Eu sou assim desde os 7 anos. Aos 11, fui morar junto com uma mulher de 38 anos em Ji-Paraná. Me casei, quer dizer, fui morar junto com outras 18 mulheres e nunca voltei com nenhuma. Não tenho ex”, diz a conquistadora.


A NOIVA
Alfa garante que a futura esposa está mesmo decidida a confirmar o relacionamento e anunciou que ela mesma ligará para o site, quando enviará sua própria foto, a fim de confirmar a cerimônia.



Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação


teste










Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.






2017. Folha do Sul Online
Todos os diretos reservados - GNT Criativa
Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017
Comercial: (69) 3322 3322 - Redação: (69) 3322 4871