Visitas 131873193 - Online 223

Terça-feira, 21 de maio de 2024

Trânsito

19/09/2009 17:40:56

CARRETA ATROPELA DUAS MULHERES NA MELVIN JONES

Duas motociclistas foram atropeladas por uma carreta hoje, por volta das 11h, e foram levadas para o Hospital Regional bastante machucadas. O motorista Pedro Borashi da Silva, de 39 anos, que conduzia o “cavalinho” de um Volvo 380 vermelho pela avenida Edivaldo Luciano da Silva, no sentido Bodanese-Jardim América, invadiu o cruzamento e bateu na motocicleta das duas mulheres que trafegavam pela avenida Melvin Jones, no sentido da avenida Celso Mazutti - bairro Cristo Rei.

Com o choque, uma das mulheres foi jogada para a lateral da pista e a outra foi arrastada pelo pneu dianteiro da carreta por aproximadamente 15 metros. As vítimas, em estado choque e apresentando muitas escoriações, mas conscientes, foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros e levadas para o Pronto-Socorro do HR. Uma delas, ao ser colocada na ambulância, gritava “ai, meu Deus, está doendo demais”.

Uma das acidentadas teve o capacete arrancado e jogado debaixo dos pneus traseiros da carreta. O capacete foi destruído pelo peso do veículo. De acordo com a polícia, o item de segurança poderia estar destravado no momento da batida.

Enquanto a PM registrava a ocorrência, o caminhoneiro, ficou o tempo todo sentado no meio-fio da esquina onde aconteceu o acidente e não quis falar com jornalistas. No para-brisa do Volvo, que tinha placas de Rolim de Moura (RO) e estava a serviço da CTR (Cooperativa de Transporte de Rondônia), tinha um adesivo com a frase “Jesus guiai meu caminho”.

Uma testemunha chamou a atenção para as palmeiras plantadas no canteiro central da avenida. “Esses coqueiros atrapalham a visão dos motoristas e colaboram para acontecer os acidentes”, disse.

 

INVASÃO - Para a segurança dos envolvidos no acidente e a realização do trabalho policial e pericial, a patrulha de trânsito fechou dois quarteirões de uma das pistas da avenida Melvin Jones, entre as avenidas Celso Mazutti e Sabino Bezerra de Queiroz, colocando cones em duas esquinas.

Mesmo assim, e apesar da aglomeração de pessoas e da presença da Polícia Militar, um motoqueiro, com uma mulher na garupa, tentou transpor o bloqueio viário, assim que bombeiros e policiais socorreram as vítimas.

A infração é grave e está prevista no artigo 209 do Código de Trânsito Brasileiro. O motoqueiro que ignorou a sinalização deveria perder cinco pontos na carteira e pagar multa de R$ 127. Mas, apenas recebeu orientação de um policial e foi liberado.





Fonte: Jovino Lobaz
Autor: Jovino Lobaz

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.