Visitas 37669927 - Online 192

Sábado, 11 de Julho de 2020

Educação

10/12/2009 15:32:44

PAIS FAZEM VIGÍLIA PARA GARANTIR VAGA EM ESCOLA

A Escola Marizete Mendes tem fama de ser a melhor do 1º ao 5º ano do ensino fundamental. Por isso, pais saem de bairros distantes do centro para lá matricular filhos. A situação perdura já há vários anos. Sempre fila e falta de vagas, principalmente para os estudantes que ingressam no 1ª ano do ensino fundamental. 

De acordo com os cartazes no muro e parede da instituição, as matrículas para alunos do 1º estão sendo realizadas na quinta-feira 10, das 7h às 17h.

 Mas, para garantir uma das 70 vagas disponíveis, desde ontem pela manhã que os pais aguardam na fila no pátio da escola. Alguns tiveram que dormir na fila. Pai e mãe se revezam, alguns têm que faltar meio período ao trabalho.

 Para não impedir os "penetras", os pais organizaram uma lista na qual vão escrevendo num caderno o nome dos pais por ordem de chegada na fila. A relação serve também para fazer de tempos em tempos a chamada das pessoas presentes para constatar se não tem gente querendo cortar a fila.

O primeiro a chegar foi o comerciante Fábio dos Santos, 39, morador do Jardim América. Às 7h da manhã já estava sentado em frente à secretaria da escola. Ele vai matricular a filha de 6 anos. “Precisa ser nesta escola para facilitar o transporte escolar porque tenho outra filha no Álvares de Azevedo”, disse. Ao meio-dia havia 24 nomes inscritos na lista.

A agente administrativa Alexandra de Almeida, 28, moradora do 5º Bec, estava indignada e reclamava. “É obrigação do governo garantir que todas as crianças estejam em sala de aula. Se não faltassem vagas não seria necessário esse suplício. A gente paga impostos para quê?” Segundo ela, ainda vai ter que encarar mais uma fila para matricular os outros dois filhos, do 6º e 7º anos, na Álvares de Azevedo.

Essa não é a primeira vez que a dona de casa Rosa Falkiewicz, 38, precisa dormir na fila para uma das três filhas estudar. No ano passado enfrentou a mesma maratona para matricular a mais nova no pré-escolar na escola municipal Chitosse Mochizuki Inaba. Mas ela está prevenida. Armou uma barraca no pátio da escola e aproveita o tempo estudando para o concurso da Polícia Civil, a ser realizado no próximo final de semana.

A site tentou falar com a direção da sobre a falta de oferta de vagas, mas foi informado pelas funcionárias da secretaria que diretora e vice se estavam em Porto Velho para receber o prêmio Gestão. E provavelmente estaria na escola amanhã.

As matrículas na Chitosse, Centro, já encerraram, mas os pais tb tiveram que enfrentar fila e dormir na escola. A escola municipal Abílio Juliano Nicolielo Neto, na av. Paraná, é outra em que para conseguir matricular os filhos, os pais montam vigília.





Fonte: Folha do Sul
Autor: Redação/FS

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.