Visitas 70266207 - Online 233

Domingo, 05 de Dezembro de 2021

Terra

01/12/2010 09:43:12

Pecuaristas comemoram e consumidores lamentam preço da carne

A oferta enxuta, associada ao forte consumo, pressionou a cotação da arroba do boi em Rondônia. Segundo as empresas do segmento, os animais estão sendo negociados por R$100,00 a arroba a prazo, livre de imposto. No Estado, 24 das 31 praças pesquisadas trabalham com o boi gordo na casa dos três dígitos.

Desde o início do ano, a valorização da arroba chega a 50,5%, maior que a alta média de 45,4% registrada nas 31 regiões pesquisadas. Em relação ao preço de 30 dias atrás, o valor atual é 16% maior.

 

De acordo coom Alessandro Vargas, tesoureiro do Sindicato Rural de Vilhena, os novos preços estão tornando a atividade realmente rentável. O criador lembra, no entanto, que se for considerado o ano inteiro, o lucro do pecuarista não chega a ser tão grande. “Eu mesmo vendi boi esse ano a R$ 67,00 a arroba”, revela.

 

Vargas informa que o JBS, frigorífico que absorve a maior parte da produção de bovinos no Cone Sul, chegou a pagar R$ 100 pela arroba, mas o preço recuou para R$ 93,00. O sindicalista admite que mesmo esse valor torna atrativa a atividade, já que não está sendo difcíl a aquisição de bezerros para a reposição do plantel abatido. Hoje, na média, o preço dos bezerros vai de R$ 530 a R$ 550, enquanto o boi gordo ultrapassa R$ 1.500,00.

 

Se os criadores comemoram a boa fase do mercado, os consumidores se preocupam, pois a carne nos açougues acompanha a escalada inflacionária. Famílias de baixa renda, que estavam acostumadas a levar para casa peças nobres agora estão sendo obrigadas a recorrer aos cortes mais em conta.

 





Fonte: FS
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.