Visitas 69708651 - Online 215

Domingo, 28 de Novembro de 2021

Policial

21/11/2016 19:17:21

Morto pela PM em Vilhena seria do PCC; 12 presos e criança entregue ao Conselho Tutelar

Grupo seria responsável por vários roubos na cidade
 
A Polícia Militar de Vilhena prendeu, na tarde desta segunda-feira, 20,  um grupo de 12 pessoas que fariam parte de uma célula da facção criminosa PCC na cidade. Durante a ação, um membro do bando, que seria responsável por roubos armados em vários bairros, foi abatido a tiros. Identificado como Jônatan Amaral Nogueira, conhecido como “Nemo” e de idade não divulgada, o rapaz foi atingido por dois tiros de pistola, um no pescoço e outro no ombro. Socorrido numa viatura da própria PM, ele morreu pouco depois de dar entrada no Hospital Regional.
 
A polícia já monitorava a quadrilha há algum tempo e tinha informações de que os criminosos iriam roubar o supermercado Dourado, no bairro Jardim Primavera, inclusive levando um malote de dinheiro. Ao acompanhar os passos dos suspeitos, os PMs viram o momento em que um arma foi entregue a Jônatan, estava na garupa de uma motocicleta com placa adulterada e guiada por um comparsa.
 
Vigiando tanto o estabelecimento que seria atacado quanto a casa onde o bando se reunia, os policiais invadiram a residência e, quando Jônatan reagiu, foi atingido pelos disparos.
 
Dando sequência à operação, os policiais acabaram prendendo o restante da organização criminosa. Os detidos foram identificados como: Willian Lima de Araújo, o “bob”, 19 anos, Júlio César Cavalcante de Lima, 18, Wederson Brando Alves, 23, Hayani Stefani Santos Araújo, 20, Aclailton de Brito Oliveira, “Yuri”, 26, Cristiano Pereira Mendes, “Neguim”, 18, Izaque Lino da Silva, “Gordo”, 29, Alisson Martins de Souza, 20, Tatiane Firmino Pinto da Paz, 20, e uma adolescente de 17.
 
De acordo com a polícia os supostos militantes do PCC atuavam em conjunto e dividiam as tarefas para a prática de crimes. Izaque, por exemplo, era o responsável pela logística e o aluguel das armas utilizadas nas ações.
 
Além do grupo, foram levados para a DPC de Vilhena, uma balança de precisão, a moto usada nos crimes, arma de fogo e um mais de 10  parelhos celulares e um veículo GOL que também era usado para dar cobertura aos assaltos. Também foram apreendidos 90 gramas de maconha, mais de R$ 1.200 reais em dinheiro e uma criança de apenas 8 anos, que foi entregue ao Conselho Tutelar. A menina seria filha de um dos integrantes da quadrilha.
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Eliseu Vieira

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.