Visitas 5324835 - Online 231

Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

Política

08/08/2018 11:41:00

Aliança eleitoral do marido deve levar ex-prefeita de Vilhena pedir votos contra candidato de seu próprio partido


Melki apóia Gurgacz, do PDT, adversário de Maurão, do mesmo partido de Rosani, o MDB

Numa disputa em que não faltam alianças inusitadas, a ex-prefeita de Vilhena, Rosani Donadon, é protagonista de uma situação igualmente curiosa: filiada ao MDB, que tem como candidato a governador o deputado Maurão de Carvalho, Rosani deve pedir votos para o pedetista Acir Gurgacz, aliado do marido dela, Melki Donadon, pré-candidato a deputado federal pela legenda.

No pleito deste ano, o partido do ex-governador Ivo Cassol, o PP, está coligado com o senador Acir Gugacz, com quem ele andou trocando acusações pesadas em público recentemente. O primeiro jura que não subirá no palanque do outro, apesar da aliança partidária.

Quem também firmou um pacto esquisito foi o PT, que se juntou ao palanque de Acir e fará campanha junto com outras legendas consideradas “golpistas”.

Candidato à reeleição, o deputado estadual Luizinho Goebel enfrenta um dilema familiar: o sogro, ex-secretário de Estado da Agricultura, Evandro Padovani, concorre a deputado federal pelo PSL sem o apoio do genro, que se juntou ao MDB.

No caso de Rosani, a questão envolve fidelidade partidária, mas a ex-mandatária, segundo um ex-assessor, pretende reagir diplomaticamente às acusações de que estaria traindo o partido: “Se você perguntar, ela vai dizer que o voto é secreto”.

 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.