Visitas 4061061 - Online 249

Domingo, 22 de Julho de 2018

Policial

11/07/2018 17:46:00

Delegacia de Homicídios de Vilhena encerra mais quatro casos; três dos crimes envolveram adolescentes


No caso de Vilhena, a vítima David Gonçalves tinha 33 anos e morreu no Hospital Regional

O delegado titular da Delegacia de Homicídios de Vilhena, Núbio Lopes de Oliveira, concedeu entrevista coletiva na manhã desta quarta-feira, 11, para expor o encerramento de mais quatro casos de crimes contra a vida.

Dois dos episódios ocorreram este ano, ambos no mês de junho. O primeiro no dia 16, em Vilhena; e o segundo no dia 30, em Chupingauaia. Nos dois casos o ataque a vítima foi feito com uma faca.

No caso de Vilhena, a vítima David Gonçalves tinha 33 anos e morreu no Hospital Regional. O autor dos golpes que lhe causaram a morte foi, segundo o delegado, um adolescente de 16 anos e iniciais J.V.S.O. que teve a internação provisória pedida pelo Ministério Público.

Já no caso de Chupinguaia, a vítima Marcos Vinícius Marques, que segundo laudo pericial, foi atingido em locais que poderiam lhe causar a morte, sobreviveu. O autor das facadas contra Marcos é Manoel Lopes do Nascimento. Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar de Chupinguaia.

De acordo com o delegado, Manoel estaria discutindo com um terceiro e Marcos teria tentado separar a briga. Foi quando Manoel voltou sua ira contra Marcos e o atacou com uma faca. O esfaqueado foi trazido para Vilhena,  onde recebeu cuidados médicos. Manoel foi preso na pensão onde estava hospedado e negou o crime. Mas, a vítima e algumas testemunhas o reconheceram. 

O terceiro caso apresentado pelo delegado ocorreu em janeiro de 2013 e trata-se de uma tentativa de homicídio que ocorreu na avenida Paraná,  Jardim Eldorado, em Vilhena. A vítima deste caso é o jovem Jackson Siqueira Brito, que foi esfaqueado por um adolescente. 

Segundo o delegado, Moisés da Silva, na época com 36 anos, conhecido como “Moi”, estava na calçada acompanhado de dois adolescentes, um deles seu próprio filho, e implicavam com todos que passavam pelo local. E assim foi quando Jackson e os amigos ao passaram perto deles. 

Jackson teria reagido às provocações e entrado em luta com o adolescente. Neste momento, Moi, teria incitado o garoto: “Pega a faca”. E o adolescente sacou a arma e desferiu golpes na vítima que, ferida, fugiu. “Moisés foi indiciado por incitar o menor a esfaquear Jackson”, disse o delegado.

O quarto caso aconteceu em outubro de 2013 e teve como vítima Welington Schaida de Souza, conhecido como “Gaguinho”. De acordo com o delegado, Gaguinho havia acabado de ser libertado, quando retornou à delegacia afirmando que havia sofrido uma tentativa de assassinato no bairro São José. E, apresentando um ferimento em um dos dedos da mão, informou que teriam sido dois rapazes em uma bicicleta e que um deles seria conhecido como “Mateuzinho”, na época do crime menor de idade. 

Gaguinho foi assassinado no dia 21 de janeiro deste ano, no bairro Cristo Rei. Ele tinha 25 anos e diversas passagens pela polícia por envolvimento com roubos e drogas. 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.