Visitas 6844083 - Online 232

Domingo, 23 de Setembro de 2018

Política

16/06/2018 12:12:00

Vilhena: ex-prefeita reage a declarações de interino e denuncia gastos “milionários” de vereadores


Rosani acusou grupo de Adilson de se omitir da gestão Zé Rover

Na manhã deste sábado (16), a assessoria da ex-prefeita Rosani Donadon (MDB) se manifestou a respeito das declarações do prefeito interino de Vilhena, Adilson de Oliveira (PSDB), de que teria impedido a compra de um “veiculo de luxo” ao custo de R$ 175 mil, sob alegação de que a aquisição não seria necessária e que o município tem outras prioridades.

A ex-prefeita lamentou a maneira como o prefeito interino conduziu a situação. Segundo ela, “se for falar em gastos desnecessários podemos começar pelo aluguel de 15 mil por mês em um hotel, que a Câmara paga enquanto executa uma obra de reforma de R$ 3 milhões”.

Rosani prosseguiu: “Veja bem! São 3 milhões de reais, é muito dinheiro! Daria para comprar 20 ambulâncias com esse dinheiro, daria para comprar medicamentos para pelo menos 8 meses no hospital regional, daria para comprar por exemplo ao menos 8 aparelhos de raio x digital como os que eu comprei e instalei. Estou citando esses exemplos porque ele disse que iria reverter os  175 mil para a saúde, mas nas outras áreas daria para fazer ainda mais”.

Segundo a assessoria da ex-mandatária, o dinheiro é, sim, proveniente de um convênio com o frigorífico JBS Friboi, e Rosani deixa outra pergunta:

“Decidiram fiscalizar isso agora, mas no mandato do ex-prefeito Zé Rover, grupo ao qual pertence o prefeito interino, foram oito anos e ninguém ficou sabendo no que esse dinheiro foi aplicado. Nós pelo menos compramos um veiculo que terá uma vida útil de pelo menos dez anos e servirá para algum fim!”, disparou a ex-prefeita.

Finalizando sua manifestação, a ex-prefeita lembra que os vereadores aprovaram e desfrutam nessa legislatura de uma verba de gabinete no valor de R$ 5 mil para cada parlamentar usar como bem entender para pagamentos de imprensa, diárias e aluguel de veículos. Ela lembra que em apenas uma legislatura essa verba indenizatória custará aos cofres públicos R$ 3.120.000,00 (três milhões e cento e vinte mil reais.)






Fonte: Folha do Sul
Autor: Assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.