Visitas 17434602 - Online 319

Segunda-feira, 22 de Julho de 2019

Música e Cultura

11/01/2019 19:16:00

Comarca de Vilhena registrou 52 homicídios e 37 tentativas de assassinato em 2018

 
Em 2017 ocorreram 39 assassinados, enquanto 2018 fechou com 52 homicídios registrados
 
Dados da Delegacia de Homicídios de Vilhena mostram que o ano de 2018 registrou um aumento no número de homicídios na comarca e Vilhena em relação ao ano de 2017.
 
Segundo os dados divulgados, no ano passado foram registrados 39 assassinatos somados as cidades de Vilhena e Chupinguaia, municípios que pertencem a mesma comarca. Já em 2018, o número de homicídios registrado foi de 52.
Deste número, 42 mortes ocorreram em Vilhena, a última no feriado de natal na zona rural vilhenense, cujo corpo só foi encontrado no dia 08 de janeiro deste ano. Já em Chupinguaia foram registrados 10 homicídios, entre eles o de um jovem de 23 anos cujo corpo foi encontrado na área rural daquele município no dia 27 de dezembro. Os números apresentados mostram um aumento percentual superior a 33% em relação ao ano de 2017.
 
Os dados detalham também que dos 52 assassinatos de 2018, 24 deles foram solucionados, ou seja, em 46,15% dos assassinatos a polícia identificou o autor do crime. Percentual abaixo dos casos resolvidos em 2017 que ficou em 56%. Todavia vale ressaltar, que este número específico diz respeito apenas aos crimes de homicídios consumados ocorridos em 2018. Além deles, a Delegacia de homicídios de Vilhena solucionou também 32 homicídios ocorridos em anos anteriores como o ocorrido em 2012 quando dois homens assassinaram a tiros Aglaedson Meireles Rodrigues.
 
Além dos assassinatos, a Delegacia de Homicídio resolveu 11 das 37 tentativas de homicídios ocorridas ao longo de 2018.
 
Ainda de acordo com os dados da Polícia Civil, dos 52 assassinatos, 29 foram cometidos com o uso da arma de fogo; 15 mortes foram causadas por golpes de faca; em 7 delas foram usados outros objetos, como no caso do mestre de obras assassinado a tijoladas em novembro do ano passado no Barão do Melgaço III, cujas investigações apontaram que o autor foi um adolescente de 16 anos, um dos dois casos de homicídios cometido por menores de idade em 2018.
 
As estatísticas também trazem um assassinado cometido com o uso de fogo. Este ocorreu no mês de outubro cuja vítima, o cabeleireiro Daniel Reis, teve queimaduras em 90% depois que o companheiro jogou gasolina sobre ele e ateou fogo.   Ozéias Cassimiro de Camargo foi indiciado e está preso.
 
Outros números
Vilhena
Total de homicídios: 42
Homicídios na área rural: 11 (26,80%)
Homicídios na área urbana: 31 (73,20%)
 
Chupinguaia
Total de homicídios: 10
Homicídios na área rural: 05 (50%)
Homicídios na área urbana: 05 (50%)
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da Redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.