Visitas 12702007 - Online 210

Domingo, 24 de Março de 2019

Cotidiano

15/03/2019 16:46:00

Em Vilhena, agricultor com câncer diz ter sido maltratado na agência do INSS; polícias Militar e Federal são acionadas


“Fica um jogando para o outro e no final, nós é quem somos prejudicados”

A Polícia Federal se deslocou até a agência do INSS, em Vilhena, na manhã desta sexta-feira, 15, após ser acionada por um homem de 63 anos, que afirmou ter sido maltratado por funcionários do órgão público ao tentar conseguir uma chave de acesso ao resultado de uma perícia médica, que fez há cerca de 30 dias.

Felipe da Silva relatou que, por anos trabalhou com a plantação de tomates, mas precisava dar entrada a um auxílio-doença, por estar com um câncer no nariz. 

Ele já havia ido ao INSS de Vilhena por sete vezes, mas em nenhuma delas conseguiu acesso ao resultado dos exames que fez na unidade.

O idoso contou que, além de ser maltratado pelos atendentes, ainda foi informado que só seria possível saber o que diz sua perícia pelo telefone 135. “Até tentei ligar por várias vezes, e também não tive respostas, e quando as tive, me disseram que eu deveria procurar a agência do INSS da cidade. Fica um jogando para o outro e no final, nós é quem somos prejudicados”. 

Ao ir novamente à agência de Vilhena nesta sexta, o agricultor foi quase expulso do local, e então decidiu acionar a Polícia Militar, que solicitou a presença de agentes da PF, que conseguiram resolver a confusão e o idoso obteve a senha que buscava. Desse modo, será possível ter acesso ao resultado de sua perícia.

O caso será registrado, mas as medidas cabíveis ficam sob a responsabilidade do Ministério Público Federal (MPF).




Fonte: Foto: Carlos Mont Serrate/ Rota Policial News
Autor: Jéssica Chalegra

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.