Visitas 41451565 - Online 230

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Indústria e Comércio

18/09/2019 10:44:00

Empresa investe R$ 1,5 milhão e vai gerar 60 empregos em Vilhena; prefeito conheceu planta da indústria


Premix iniciou produção de ração e recebeu apoio da Prefeitura na instalação de sua fábrica

A convite da direção da fábrica de rações bovinas Premix, o prefeito Eduardo Japonês e o secretário de Indústria, Comércio e Turismo, Marcondes Cerrutti, conheceram a planta da indústria que se instalou recentemente na cidade com investimento de R$ 1,5 milhão. Através de passeio pelas máquinas e palestra no auditório da Copama, anexa ao prédio, foi revelado que a empresa espera produzir mais de 12 mil toneladas de ração por ano na cidade gerando mais de 60 empregos diretos.
 
Através de reuniões e conversas desde o ano passado junto à Prefeitura, a empresa sentiu-se acolhida pela cidade e resolveu investir no município. “Podemos fazer pouco perto do que gostaríamos para as grandes empresas virem para Vilhena, no entanto, nos colocamos à disposição para incentivar e apresentar os potenciais da cidade, prestando informações, garantindo infraestrutura no município e também prestigiando”, explica Eduardo Japonês.
 
Marcondes Cerrutti acompanhou a iniciativa da fábrica em vir para Vilhena desde o ano passado e salienta a importância de a Prefeitura criar um ambiente atrativo para novos negócios. “Os empresários precisam sentir-se seguros de investir grandes somas no município. Sempre nos reunimos com eles para mostrar as vantagens do município, especialmente no que tange à logística, agronegócio, transporte e comércio em geral. Não é atoa que somos umas das cidades que mais geram emprego em Rondônia”, conta Marcondes.
 
A Premix produz mais de 150 tipos de rações e suplementos bovinos, além de prestar consultoria para os produtores na escolha do material a ser comprado. A fábrica tem capacidade instalada inicial de 60 toneladas por dia, com intenção de ampliar para até 150 toneladas/dia. A expectativa é que, pelo menos, sejam produzidas 12 mil toneladas de rações por ano na filial vilhenense.
 
“Vamos atender Rondônia, Acre e Mato Grosso. Fechamos nossa fábrica em Juara, no MT, para abrir aqui pelas vantagens logísticas. Foi imprescindível a ajuda do poder público, pois nos deixaram animados com a abertura para nos receber. Pretendemos, inclusive, construir uma indústria maior e com mais capacidade, se nossas expectativas se confirmarem com o promissor mercado local”, explica Ronaldo Vicente Pereira, gerente regional da marca.
 
No evento esteve também o sócio-proprietário da empresa Daniel Guidolin, que reafirmou a participação da gestão na escolha do Portal da Amazônia como novo local de produção. “Esta é, verdadeiramente, uma cidade amiga do empreendedor. Não tivemos nenhum obstáculo a vir para Vilhena e agradecemos ao prefeito por isso. Esperamos que nosso único problema aqui seja ter muitos clientes, pois esse teremos prazer em resolver”, brincou.
 




Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.