Visitas 23078333 - Online 231

Terça-feira, 12 de Novembro de 2019

Geral

06/02/2019 11:14:00

Esfaqueado com “chucho” por colegas de cela em presídio de Vilhena, detento é salvo por agentes penitenciários


Vítima saiu correndo de dentro do local, ensanguentado e com vários cortes

Ao final da tarde de ontem (terça-feira, 05), um agente penitenciário compareceu à Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp) para relatar uma tentativa de homicídio que aconteceu dentro do Centro de Ressocialização Cone Sul, o presídio de Vilhena.

O profissional da segurança pública contou que, após ouvirem gritos de socorro vindos da cela 11, foram averiguar o que acontecia no local. Ao abrir a porta da carceragem, o detento Odimar Sacomani Lima, de 35 anos, saiu correndo de dentro do local, ensanguentado e com vários cortes nos braços e em uma das pernas.

De imediato, Odimar foi encaminhado ao Hospital Regional de Vilhena, para receber os primeiros socorros. Para a polícia, a vítima contou que dormia, quando foi derrubado da “jega”, cama usada por presidiários, pelos companheiros de cela Thiago Teles da Silva e Yuri Richard Rosa Marques.

Thiago e Yuri atingiam Odimar com golpes de chuchos, um ferro pontiagudo com cabo, enquanto o homem ferido tentava se defender até a chegada dos agentes penitenciários, que acabaram com a confusão.

Ainda de acordo com o denunciante, os outros apenados envolvidos na briga não tiveram nenhuma lesão e o chucho foi apreendido. 

SOBRE A VÍTIMA
Odimar é mais conhecido na cidade como “Braw”, e foi preso no dia 25 de dezembro, após sem flagrado enquanto comprava drogas de um traficante menor de idade. Lembre aqui.

Anteriormente, ele morava na cidade de Cacoal, mas mudou-se para Vilhena. Na Cidade Clima ele é conhecido por limpar parabrisas de carros nos semáforos das vias públicas em troca de moedas.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Jéssica Chalegra

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.