Visitas 17472203 - Online 256

Terça-feira, 23 de Julho de 2019

Policial

19/06/2019 10:16:00

Família pressiona, mas testemunhas se recusam a identificar homem que matou palhaço de rodeio a pauladas em Vilhena


“Nossa família está sofrendo e o assassino deve pagar pelo que fez”

Mesmo com o crime tendo sido cometido em via pública e à luz do dia, a polícia de Vilhena está tendo dificuldades para elucidar o assassinato do locutor e palhaço de rodeio Sidnei de Oliveira Petini, 40 anos, conhecido como “Sansão”. O comunicador foi encontrado agonizando e chegou sem vida ao hospital. Lembre aqui.

Um policial que atua no caso disse que, muitas testemunhas, mesmo sabendo quem teria sido o homem que desferiu as pauladas que mataram a vítima, se recusam a depor. A negativa em colaborar indica que o assassino é perigoso.

Uma irmã de Sidnei, em contato com o site, disse que irá continuar cobrando a apuração do homicídio. “Queremos justiça. Nossa família está sofrendo e o assassino deve pagar pelo que fez”.

De estatura diminuta, o comediante era da cidade de Rolim de Moura, e conhecido em toda a região por suas participações em rodeios.

Ele teria implorado, antes de morrer, para que o assassino poupasse sua vida. Outra versão, que já chegou ao conhecimento da família de Sidnei, aponta uma segunda motivação: o dono de um cachorro que Petini havia prometido matar.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.