Visitas 24578890 - Online 216

Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019

Policial

28/10/2019 11:34:00

Garota de 13 anos mata homem a facadas em Rondônia; polícia investiga se crime foi encomendado por facção criminosa


Verdade só apareceu após vários interrogatórios em Ji-Paraná
 
 Um crime que aconteceu na manhã do domingo, 27, no 2º Distrito de Ji-Paraná, teve um desdobramento diferente da primeira versão apresentada pela suspeita, uma adolescente de 13 anos, que teria matado Alex Vairan, 31. A vítima foi encontrada morta por volta das 8 horas da manhã. Na casa onde o crime aconteceu estavam mais três pessoas, sendo um rapaz de 20 anos e outras duas moças, de 20 e 17, sendo a mais velha irmã da suspeita, e uma prima das duas.
 
A versão apresentada pelo amigo da vítima dava conta de que na noite do sábado, 26, eles iam para uma casa de shows, quando encontraram as meninas na rua. Como umas delas era conhecida, ofereceram carona e foram para a casa onde o crime aconteceu.
 
Em sua versão inicial, a menina de 13 anos disse que a irmã foi para o quarto com o rapaz de 20 anos e sua prima foi para a varanda da casa;  enquanto isso, ela deitou no sofá e dormiu. A menor relatou ter sido acordada enquanto o homem de 31 anos passava a mão por seus seios e tentava abrir sua calça. Quando pediu para que parasse, ele deixou a sala.
 
Após isso, a adolescente molhou uma toalha com água sanitária e, enquanto sufocava o homem com o pano em seu nariz, o esfaqueou várias vezes no pescoço. O barulho foi ouvido pelas outras pessoas que estavam na casa, mas, já se depararam com a vítima sem vida.
 
O amigo da vítima disse ter tomado a faca da mão da menor, e acionou a polícia. Todos os envolvidos foram levados para Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), onde foram colhidos os primeiros depoimentos.
 
Porém, após mais de 12 de interrogatórios e levantamento de informações, a Polícia Civil conseguiu esclarecer como realmente o crime aconteceu, e suas motivações, pois uma das menores acabou confessando o caso.
 
O objetivo das duas adolescentes era matar os dois jovens que lhes deram carona para, posteriormente, roubar os carros que estavam na casa. Uma delas chegou a vasculhar a casa atrás de dinheiro e jóias, enquanto Alex dormia.
 
Elas confessaram ainda que a ideia inicial foi da garota de 13 anos, que admitiu que ela e a prima  fizeram o uso de cocaína durante toda a semana e naquela noite também haviam cheirado.
 
A polícia constatou também que uma das adolescentes namorava um assaltante que foi morto em uma troca de tiros com a PM no dia 17, em Ji-Paraná, e agora investigam se elas fazem parte de alguma facção criminosa. Não é descartada a possibilidade de elas terem cometido o crime a mando de alguma sigla. 
 
Depois de prestarem depoimentos, o amigo da vítima e a irmã mais velha da menina de 13 anos foram liberados; já as menores foram colocadas à disposição da justiça no CASE (Centro de Atendimento Socioeducativo).
 
 




Fonte: Comando 190
Autor: Jéssica Chalegra com Comando 190

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.