Visitas 24578911 - Online 215

Segunda-feira, 09 de Dezembro de 2019

Saúde

30/10/2019 15:57:00

Importado da Europa, Tomógrafo de R$ 1,5 milhão chega e prefeitura promete colocar equipamento para funcionar em 60 dias


Adquirido com emenda de Rosângela Donadon, aparelho foi recebido pelo prefeito Eduardo Japonês
 
Previsto para entrar em funcionamento dentro de 60 dias, o tomógrafo licitado recentemente pela Prefeitura de Vilhena foi entregue hoje no Hospital Regional de Vilhena (HRV) pelo prefeito Eduardo Japonês. O aparelho, avaliado em R$ 1,5 milhão, será responsável cerca de 750 exames por mês, tanto para agendamentos quanto para pacientes do Hospital, e foi adquirido com emenda parlamentar da deputada estadual Rosângela Donadon mais contrapartida da Prefeitura de Vilhena.
 
Comprado em junho deste ano, o aparelho tinha 120 dias para ser entregue, visto que o equipamento é de última geração e veio da Europa. “Está aí, agora poderemos atender a população com mais rapidez e abrangência. Apesar de o Estado bancar os exames atualmente e realizar os exames com prazo de apenas 15 dias, aqui em Vilhena mesmo, agora teremos mais agilidade com o aparelho dentro do Hospital Regional. É um pedido antigo da população ao qual a deputada Rosângela se mostrou atenta. Estamos agradecidos”, revela o prefeito Eduardo Japonês.
 
Hoje são feitas cerca de 15 tomografias por dia através do Estado em Vilhena, em clínica particular, totalizando cerca de 300 por mês. O tomógrafo do HRV vai fazer mais que o dobro e atender pacientes internos e externos à unidade.
 
O aparelho é um tomógrafo Aquilion Lightning Canon computadorizado, helicoidal multislice com 16 canais, avaliado em R$ 1.576.509,00, do modelo TSX-035A, um dos melhores existentes no mercado internacional.
 
Afonso Emerick, secretário municipal de Saúde, acompanhou a entrega e comentou a importância do aparelho. “Os pacientes internados no hospital com fraturas ou lesões graves não sofrerão mais ao ter que fazer o exame em outra unidade. Agora o diagnóstico será de melhor qualidade e feito aqui mesmo, no HRV. Em dois meses queremos estar com ele funcionando”, assegurou.
 
Estiveram na ocasião também diretores geral e administrativo do Hospital Regional, Faiçal Akkari e Sandramara Lemos, bem como a vice-prefeita Maria José, o vereador e presidente da Câmara Ronildo Macedo, e a chefe de gabinete da Prefeitura, Margarida Duarte.
 
Ronildo explicou que a ação vai beneficiar todos na cidade. “Quem não tem condições de pagar pelo exame no particular ou de esperar os agendamentos do Estado, poderá agora ser atendido com comodidade no Regional. É uma grande conquista”, assegurou.
 
A deputada Rosângela destacou a relevância do tomógrafo e a grande carga que recai sobre a Saúde vilhenense. “O Hospital Regional atende pacientes de toda região do Cone Sul e cidades vizinhas do Mato Grosso, sendo Vilhena a única cidade com UTI mais próxima. Quanto mais rápido contarmos com esse aparelho no hospital, mais vidas poderão ser salvas”, disse.
 
HISTÓRICO
Em 2015 os deputados estaduais interrogaram o secretário de Estado de Saúde da época apontando a falta de tomógrafos em vários pontos do Estado, inclusive Vilhena. Já em 2016 a deputada Rosângela Donadon cobrava também o Governo do Estado para a implantação do aparelho em Vilhena. A Sesau (Secretaria de Estado de Saúde), se comprometeu, em maio daquele ano, que realizaria uma licitação para tanto, conforme divulgado pela Assembleia Legislativa.
 
Rosangela destinou emenda para a aquisição do aparelho em 2017. Em março daquele ano, durante reunião com o Governo, a deputada recebeu a promessa de que a emenda seria paga “o quanto antes”. Contudo, a primeira parcela, de R$ 500 mil, foi depositada na conta da Prefeitura apenas um ano e quatro meses depois, em 5 de julho de 2018. Na sequência, as outras duas parcelas de igual valor foram pagas em setembro e no fim de novembro de 2018.
 
Só em 18 de dezembro de 2018 que a Sesau informou via documento a definição do prazo de vigência do convênio. Após a Prefeitura entrar em contato com a Secretaria, ficou definido que o prazo final máximo para execução seria março de 2020. A Prefeitura iniciou a licitação ainda em novembro de 2018 e finalizou a compra já em junho de 2019. A entrega deveria acontecer, conforme o prazo previsto no contrato, até 5 de novembro, o que aconteceu nesta quarta-feira, dia 30 de outubro.
 




Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.