Visitas 24497936 - Online 210

Sábado, 07 de Dezembro de 2019

Indústria e Comércio

21/05/2019 12:40:00

Mais uma indústria: outra algodoeira se instala em Vilhena e deve gerar 60 novos empregos na cidade


Diversas empresas de grande porte veem recentemente na cidade um local de oportunidades

O prefeito de Vilhena, Eduardo Japonês (PV) e o secretário de Turismo, Indústria e Comércio, Marcondes Cerrutti, acompanham de perto os detalhes para a instalação de mais uma grande indústria no município. Uma algodoeira do grupo Masutti deverá gerar dezenas empregos diretos e beneficiar o mercado agropecuário da cidade com previsão de funcionamento para os próximos meses. 

“Estamos investindo na construção de uma indústria algodoeira no município de Vilhena, que inicialmente deverá gerar em torno de 60 empregos. É um mercado potencial importante para a região, especialmente por nossa localização e disponibilidade de terras para cultivo”, explicam os proprietários do empreendimento. 

Marcondes revela que o apoio da Prefeitura é importante para que as empresas sintam-se estimuladas a investir no município tendo a certeza de que poderão contar com estradas trafegáveis, iluminação pública de qualidade e infraestrutura básica no município para manter suas atividades. 

“Vilhena poderá tornar-se um grande pólo de processamento de algodão no Estado de Rondônia. A Secretaria de Turismo, Indústria e Comércio está à disposição de todas as indústrias que desejarem se instalar na cidade para buscar maneiras de apoiar o crescimento da Economia local com a geração de empregos”, explica Cerutti.

O prefeito Eduardo Japonês, ele próprio um empresário do agronegócio, elogiou a iniciativa do grupo. “Temos orgulho em ver a cidade crescer através da instalação de indústrias de grande porte na cidade. Esse novo mercado do algodão pode representar um nicho a ser explorado também por outras empresas relacionadas ao ramo, como fábricas têxteis, fábricas de óleo, entre outras”, analisou.

A previsão é que a algodoeira entre em funcionamento até agosto em uma área do próprio Grupo Masutti, localizada próxima ao Posto Fiscal Portal da Amazônia. Foi lá que a primeira plantação de algodão da cidade foi feita pelos Masutti, ainda em 2011. A liberação recente do plantio de algodão transgênico fez com que a rentabilidade do negócio melhorasse e os empresários resolveram investir também.




Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.