Visitas 20090733 - Online 257

Sexta-feira, 20 de Setembro de 2019

Saúde

08/06/2019 11:39:00

OUTRO CASO: após prisão de médico, mãe de bebê denuncia “pressão por exame” no Hospital Regional de Vilhena


“Eu inventei que não tinha dinheiro e falei que faria o exame no particular”

Após ler a reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE, falando da prisão de um cardiologista acusado de cobrar por exames particulares realizados dentro do Hospital Regional de Vilhena, uma dona-de-casa de 26 anos resolveu denunciar ao próprio site outra ilegalidade na instituição pública, que recebe pacientes de todo o Cone Sul e de cidades do Mato Grosso. Clique aqui e entenda.

Segundo a jovem, recentemente, seu bebê precisou ser internado no Regional, por causa de uma pneumonia. A criança passou 9 dias na unidade e tinha dificuldades para respirar. 

A mãe contou que, no momento de maior crise do bebê de 2 meses, um dos médicos que o atendiam insistiu para que ele fosse submetido a um exame de ecocardiograma. “O médico insistia e me disse que, se eu quisesse, ele chamaria uma colega, que cobraria 300 reais e faria o exame ali mesmo”, revelou a entrevistada.

O pagamento só não foi feito porque outro médico, ao analisar o quadro da criança, descartou a necessidade do exame cardíaco solicitado pelo colega. “Ele me disse que era pra cuidar só da pneumonia. Eu inventei que não tinha dinheiro e falei que faria o exame no particular, quando meu filho tivesse alta do hospital”.

Já em casa, o bebê está se recuperando. A mãe, que preferiu não ser identificada temendo retaliações, ainda não fez o exame, mas disse que, se for necessário, pagar pelo atendimento em clínica privada da cidade.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.