Visitas 14594250 - Online 259

Segunda-feira, 20 de Maio de 2019

Meio Ambiente

01/04/2019 15:49:00

Parque ecológico do Cone Sul se torna esperança de fomento ao turismo na região de Cerejeiras


Prefeita cerejeirense solicitou plano de manejo no parque ao governo estadual

O Parque Estadual Corumbiara, uma unidade de preservação ambiental que fica no Cone Sul, é a maior esperança de fomento ao turismo na região de Cerejeiras. Como já foi noticiado pelo FOLHA DO SUL ONLINE, autoridades públicas cerejeirenses estão tentando fomentar visitas turísticas no município. Lembre aqui.

Na semana passada, a prefeita de Cerejeiras, Lisete Marth (PV), teve uma audiência com superintendente de Turismo de Rondônia, Gilvan Pereira. Na reunião, a prefeita entregou um ofício ao superintendente de Turismo para que o governo estadual considere elaborar e implantar um plano de manejo no Parque Estadual Corumbiara. No documento, a mandatária sugere que sejam instalados pontos de visitação, torres de observação e trilhas na extensão do parque. 

O Parque Estadual Corumbiara conta com um ponto de encontro de três biomas brasileiros: Cerrado, Floresta Amazônica e Pantanal. A área que o parque ocupa tem mais 424 mil hectares. Um refúgio para uma variedade de espécies florestais e animais, como o cervo e o morcego pantaneiro, ameaçados de extinção. No período de agosto a novembro, o parque recebe aves migratórias que escolhem o local para fazer ninhos. A chegada delas é um espetáculo para a contemplação de visitantes.

O Parque Estadual Corumbiara passou a fazer parte do Programa de Áreas Protegidas da Amazônia (Arpa) e está credenciado a receber recursos do Ministério do Meio Ambiente (MMA) para o desenvolvimento de ações de proteção e fiscalização dos ecossistemas; no incentivo à pesquisa e monitoramento de plano de manejo, e atuação do Conselho Comunitário. O parque abrange os municípios de Cerejeiras, Pimenteiras e Alto Alegre dos Parecis, mais o entorno de microrregiões como Corumbiara e Alta Floresta.

Até o momento, o Parque Estadual Corumbiara, que faz divisa com o município de Cerejeiras e tem este nome por causa do rio que o corta, não está aberto para visitações.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rildo Costa

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.