Visitas 17466887 - Online 265

Terça-feira, 23 de Julho de 2019

Cotidiano

14/05/2019 16:07:00

Pelo WhatsApp, moradores de Vilhena vão ajudar polícia a combater criminalidade; comandante da PM explica


Capitão Diego Batista Carvalho se reuniu com moradores do bairro Jardim Social

Na semana passada, o comandante do 3º BPM, Capitão PM Diego Batista Carvalho, realizou a primeira reunião com os moradores do bairro Jardim Social, em Vilhena, para explicar sobre o projeto “Vizinhança Segura”. O encontro aconteceu no auditório da Universidade Federal de Rondônia (Unir) e contou com a participação de aproximadamente 50 moradores.

Por iniciativa da Associação do Bairro Jardim Social (Ambajas), o comandante foi convidado a explicar sobre o Vizinhança Segura, bem como tirar as dúvidas dos moradores sobre o projeto.

Durante a reunião, foram entregues 30 formulários para o cadastro dos interessados no projeto. Do total, 16 foram preenchidos e devolvidos no mesmo dia, e posteriormente, será feita uma triagem para futura implantação do projeto.

O QUE É?
Vizinhança Segura é uma ação da Polícia Militar do Estado de Rondônia, como parte do Programa Rondônia Mais Segura, e consiste na formação e mobilização de uma rede de vizinhos corresponsáveis pela vigilância dos arredores, transformando os moradores em agentes ativos na segurança do seu bairro.

Para o sucesso dessa rede, é imprescindível estabelecer meios de comunicação rápidos e combinados entre todos os participantes. O primeiro canal de comunicação será um grupo fechado de WhatsApp, com finalidade específica, de acordo com as recomendações do policial militar designado.Posteriormente, devem ser convencionados outros meios de comunicação entre a vizinhança (apitos, sirenes, telefone, luzes, etc.). 

OBJETIVO
Estreitar o relacionamento entre comunidade e Polícia Militar; reforçar,  nos moradores, a vigilância natural e ajuda mútua; garantir a integridade física das pessoas e do patrimônio; desenvolver o sentimento de pertencimento social e dizer não à indiferença para com o outro; agir com foco na prevenção, direcionando os esforços para o gerenciamento de riscos e não de crises. 

COMO FUNCIONA?
Os cidadãos que vivem ou trabalham em uma mesma vizinhança (rua, vila ou bairro) se reúnem sob a orientação da Polícia Militar e, após receberem informações básicas sobre prevenção, se organizam e estabelecem práticas em prol da segurança de sua comunidade.

Com o Vizinhança Segura, é possível resgatar a prática do zelo mútuo entre os moradores, isso dificulta a atuação de criminosos, pois eles percebem que as pessoas estão mais atentas e unidas em prol da segurança local.

PAPEL DA POLÍCIA MILITAR
A responsabilidade inicial da Polícia Militar é colaborar promovendo as reuniões de mobilização com a comunidade organizada, para então criar proximidade com as lideranças locais. 

Em seguida, poderá ajudar na escolha dos locais de afixação das placas e fornecer explicações de procedimentos, inclusive esclarecendo em que casos deverá ser acionado o grupo de Vizinhança Segura.

Também participará das atividades do grupo de vizinhos, esclarecendo dúvidas e servindo como um consultor de segurança. Poderá ainda atuar com palestras informativas sobre prevenção de delitos e segurança comunitária.

A PRÁTICA
O grupo de vizinhos que tiver interesse em aderir ao programa deverá reunir-se para conversar e levantar quais residências têm moradores dispostos a participar. Em seguida, devem procurar o Comando da Organização Policial Militar responsável pela área e manifestar o interesse da vizinhança.

O Comandante local irá designar um Policial Militar de ligação, o qual conduzirá uma reunião preliminar com a vizinhança para apresentar os benefícios e procedimentos do Vizinhança Segura.

Haverá um cadastro de todos os vizinhos participantes e as informações serão verificadas pelo Policial Militar de ligação, garantindo a segurança e privacidade dos integrantes. 

Será convencionado qual o canal de comunicação utilizado. No caso de grupo de aplicativo de mensagens, o Policial Militar será responsável pela criação do grupo, cadastramento dos participantes e controle de acesso. Também atuará como moderador e orientador do grupo.

Os vizinhos participantes serão responsáveis pela confecção da placa de identificação, às suas expensas, sempre respeitando o padrão fornecido pela PMRO.






Fonte: Folha do Sul
Autor: Assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.