Visitas 17474669 - Online 262

Terça-feira, 23 de Julho de 2019

Policial

25/06/2019 09:57:00

Vilhena: garota de 15 anos planeja roubo na casa da tia e grupo usa dinheiro para comemorar com bebedeira

Celular da adolescente mostrou diálogos entre ela e um comparsa

Um caso, inicialmente registrado como roubo com restrição de liberdade da vítima, teve outros desdobramentos em Vilhena. O fato aconteceu no bairro Jardim das Oliveiras, na noite de segunda-feira, 24.

De acordo com a ocorrência, a polícia foi acionada para atender um roubo e, em contato com a vítima, uma garota de 15 anos, no local onde o crime ocorreu, a menor disse que dois homens entraram na casa de sua tia, da qual ela cuidava, e a agrediram com tapas, puxões de cabelo e ainda causaram uma lesão em seu quadril com uma faca. 

Os assaltantes levaram da casa um celular, roteadores, receptor de antena, faca, R$ 860 em notas e moedas, tablets, bolsas, caixa de som, fone de ouvido, pendrive, relógios, bijuterias e óculos de sol.

A menina disse aos policiais que suspeitava de quem tinha feito o roubo e citou o nome e endereço dos autores. Ela completou que um dos agentes tinha conhecimento de que, naquele horário, ela estaria sozinha em casa. No lugar indicado, a polícia encontrou os objetos roubados e montou uma campana para aguardar os suspeitos, que chegaram acompanhados de outras duas pessoas.

Nesse momento, a guarnição fez uma abordagem e, com eles, foi encontrada uma porção de maconha e outra de crack. Os rapazes, de 19 e 17 anos, confessaram o crime e receberam voz de prisão.

Já na Unisp (Unidade Integrada de Segurança Pública), as informações da vítima começaram a se contradizer, porque no celular do rapaz de 19 anos foram encontradas conversas sobre o roubo e outros crimes, assim como no aparelho da adolescente de 15 também foram constatados os mesmos diálogos.

Sendo assim, a garota confessou que os agentes foram à casa de sua tia porque ela os convidou. O grupo contou ainda que parte do dinheiro roubado foi gasto com bebida, durante a comemoração. Eles foram beber em bares da cidade e contrataram o serviço de um motorista de aplicativo, além de buscar também uma amiga, de 21 anos, para participar da celebração do crime.

No total, cinco pessoas foram levadas para a Unisp, sendo três menores de idade. O rapaz de 19 anos deve responder por formação de quadrilha, furto qualificado, posse, porte e uso de entorpecentes e corrupção de menores. A menor, sobrinha da dona da casa, responderá por comunicação falsa de crime e por furto. Os outros envolvidos tiveram que prestar esclarecimentos.

O caso será investigado pela Delegacia de Polícia Civil.




Fonte: Foto: Carlos Mont Serrate/ Rota Policial News
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.