Visitas 13768167 - Online 225

Segunda-feira, 22 de Abril de 2019

Policial

09/02/2019 21:11:00

Vilhena: mulher de 33 anos baleada no rosto por segurança será transferida para hospital de Cacoal; ex-marido está preso


Autor do disparo tomou dores do amigo e está foragido

Está sendo transferida para o Hospital Regional de Cacoal, neste momento (mas ainda está consciente), a atendente de lanchonete Rozane de Fátima de Souza, 33 anos. Na madrugada deste sábado, 09, ela foi baleada no rosto quando saía na Chácara do Raimundo, balneário que fica na área rural de Vilhena. 

O FOLHA DO SUL teve acesso ao boletim de ocorrência policial que narra a tentativa de homicídio, cometida pelo segurança Kenedy Palmeida da Silva, 26 anos, que está foragido. O ex-marido da vítima, Márcio Dias da Silva, 29 anos, foi preso por ajudar o criminoso na fuga.

Na Unisp, o site entrevistou os dois rapazes que estavam com Rozane no carro, e ambos deram a mesma versão para o episódio. Eles contaram que haviam passado a noite na casa noturna, junto com a vítima e outras duas amigas, e quando estavam vindo para a cidade, o veículo em que estavam foi “fechado” na estrada vicinal pelo Fiat Siena de Márcio.

Antes que Rozane descesse, Kenedy disparou um tiro no lado esquerdo do rosto dela. Os dois homens que estavam no automóvel embrenharam-se no meio do mato, temendo serem baleados também.

Ironicamente, quem socorreu a mulher baleada foi uma garota que estava com o ex-marido dela: com o condutor do Gol em fuga, ela dirigiu o carro até o Hospital Regional de Vilhena, onde os médicos constataram que a bala do revólver calibre 32 usado por Kenedy estava alojada no rosto da vítima.

Preso em flagrante no hospital, onde havia ido ver o estado da ex-mulher, Márcio disse que resolveu dar fuga ao amigo, com quem fora ao balneário, por temer a violência dele. Mas, garantiu, o que foi confirmado pela garota que estava em sua companhia: não pediu para que o foragido agisse contra Rozane.

A polícia foi até a casa de Kenedy, que havia sido deixado por Márcio nas proximidades do Posto Catarinense, mas não o encontrou. Uma foto dele (VEJA ABAIXO) foi recolhida na residência e entregue na Unisp, para ajudar em sua localização.

Ainda não estão claros os motivos que levaram o segurança a tomar as dores do amigo e tentar matar a ex-esposa dele. Diligências vêm sendo feitas na tentativa de capturá-lo.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.