Visitas 27031718 - Online 221

Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020

Economia

10/01/2020 18:26:00

Através de cooperativas, mais de R$ 50 milhões foram investidos na região de Cerejeiras em 2019

 
Estimativas são calculadas em cima de dados da Sicoob Credisul e Copama
 
O cooperativismo está ajudando a desenvolver a região de Cerejeiras. Podemos citar como exemplo a atuação da Copama, que está construindo uma unidade de armazenamento no município de Cerejeiras, que terá capacidade de receber e processar até 26.000 sacas de soja e de milho por dia. O investimento na obra será de mais de R$ 12.000.000, (são muitos zeros, mas são 12 milhões).
 
E não é só isso: A obra de construção do secador da Copama já gera 26 empregos diretos e, quando ficar pronto, a unidade de secagem e armazenamento vai gerar mais uns 15 empregos diretos.
 
Além disso, o secador vai reter na região de Cerejeiras uma renda superior a R$ 100.000.000,00 (mais zeros, são 100 milhões).
 
Como se sabe, a Copama não é trade. É uma cooperativa. O resultado dela é dividido com os cooperados e com a comunidade.
 
O outro exemplo é da Sicoob Credisul. Esta cooperativa financeira injeta mais de R$ 30.000.000,00 (trinta milhões) por ano na região de Cerejeiras em financiamentos, empréstimos e créditos (segundo minhas estimativas, que são bem conservadoras e certamente está aquém do montante real). Fora, evidentemente, de outras rendas geradas aos empresários por meio da economia nas máquinas de cartão, os seguros e consórcios com taxas mais atrativas.
 
Soma-se a isso o investimento social da cooperativa financeira (que não é banco, é cooperativa, não custa relembrar).
 
Podemos citar o sistema de videomonitoramento em Cerejeiras, o banheiro na Praça da Bíblia em Cerejeiras, o Ecoporto em Pimenteiras do Oeste, o projeto Somos Todos Guaporé em Pimenteiras e Cabixi, palestras de educação financeira para estudantes do município, o patrocínio de esportes como a Academia Budô de Karatê Shotokan em Cerejeiras, a aquisição de uniformes para o time cerejeirense de handebol da escola Castro Alves e a construção de um hospital em Vilhena através da Associação Cooperar, que vai beneficiar a população da região de Cerejeiras, com certeza.
 
E tem mais: Lembra que falamos do secador da Copama? Então, foi a Sicoob Credisul que está intermediando e dando o avalde parte do financiamento da obra junto ao BNDES, conseguindo um crédito de mais de R$ 12.000.000,00 (doze milhões, caso você tenha confundido a quantidade de zeros).Fora isso, a Sicoob Credisul está concedendo mais de R$ 20.000.000,00 (isso mesmo, vinte milhões) em custeios para cooperados da Copama. Uma cooperativa fazendo parceria com outra cooperativa, pois a intercooperação é o sexto dos sete princípios do cooperativismo.
 
Além disso, as duas cooperativas em Cerejeiras, Sicoob Credisul e Copama, devolvem sobras para os cooperados. Se fossem empresas convencionais, estas sobras seriam o lucro da empresa e não seria dividida entre tantos membros da comunidade. Somando todos estes números, é zero para caramba! Dão mais de R$ 50.000.000,00.
 
O cooperativismo está fazendo o seu papel no desenvolvimento socioeconômico da região de Cerejeiras. Isso é fácil afirmar, mas é impossível negar.
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rildo Costa

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.