Visitas 41745225 - Online 217

Sábado, 26 de Setembro de 2020

Geral

10/08/2020 11:51:00

“Ela nos deu a menina para viver em festas”, alega rapaz acusado pela ex de sequestrar filha de 10 meses

 
Denúncia e resposta se tornaram públicas ao serem publicadas em redes sociais
 
Weliton de Lima Vieira de 26 anos, que foi acusado na última semana pela mãe de sua filha, de ter “sequestrado” a menina, falou com à reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE na manhã desta segunda-feira, 10, e apresentou sua versão dos fatos.
 
De acordo com o jovem, que também registrou um boletim de ocorrência contra a ex (autora da acusação), sua relação acabou quando a mulher estava com três meses de gestação, pois, segundo diz “ela queria viver em festas” e ele não concordava.
 
Mesmo separados, Weliton afirma ter arcado com todos os gastos do nascimento da filha, até que a mãe da criança se casou novamente e passou a proibi-lo de vê-la. Nessa época, ele registrou o primeiro boletim de ocorrência contra ela e entrou na justiça para ter direito de visitar a criança nos finais de semana.
 
 Ainda segundo Weliton, após seis meses de relação, a jovem se separou novamente e voltou a lhe pedir ajuda para cuidar da filha, até que ele foi embora para o Pará, e a ex lhe enviou mensagens pedindo para que viesse buscar a menina, pois ela não tinha condições de cuidar.
 
Ao voltar a Vilhena, há cerca de 40 dias para buscar a bebê, Weliton afirmou, que induzida pela irmã, a ex mudou de ideia e disse que só aceitaria dar a criança para os avós paternos.
 
Diante disso, Weliton e a ex foram até um cartório, onde foi confeccionado o termo de guarda, assinado por ambos, narrando que em comum acordo, os pais cediam a guarda da menor para o avô, com quem o rapaz mora.
 
No entanto, a jovem teria passado a pedir fotos e vídeos da filha diariamente e o pai a informou que se ela quisesse ter contato com a filha ia ter que ajudar financeiramente, pois através de suas redes sociais, afirmou ter constatado que a ex gastava muito com festas.
 
Após tomar tal atitude, Weliton foi surpreendido com uma postagem da ex no Facebook, onde ela colocou uma legenda em uma foto dele,  alegando que o rapaz tinha agredido os próprios pais para roubar a filha. Também, escreveu que a garotinha tinha ido apenas visitar os avós, e o pai não queria devolvê-la.
 
A reportagem do site teve acesso a áudios da mãe de Weliton, onde esta desmente que ela e o marido tenham sido agredidos pelo filho.
 
Diante dos fatos, Weliton voltou a Vilhena e registrou um boletim de ocorrência de calúnia contra a ex, que também já o havia denunciado formalmente por ter retirado a filha da tutela dos avós.
 
“Como podemos ter roubado minha filha se levamos até o cartão de vacina para colocar em dia, devido estar tudo atrasado?”, questionou Welinton. apresentando o documento com data da última vacina no dia 21/07/2020.
 
O pai apresentou também um vídeo da ex em uma festa particular com narguilé e bebida alcoólica, e disse que em suas redes sociais é comum encontrar tal material, “pois essa conduta dela é comum”.
 
Por fim, Wellinton afirmou que está com a filha, que voltou a Vilhena para ficar e que ainda hoje irá dar entrada no pedido de guarda definitiva.
 
“Ela colocou minha vida em risco quando fez aquela postagem, e minha filha não pode viver nos ambientes que ela frequenta”, concluiu o pai.
 
Os boletins de ocorrência e as imagens dos documentos acima citados, assim como áudios e vídeos, não serão divulgados para preservar os dados dos envolvidos.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.