Visitas 37880132 - Online 231

Terça-feira, 14 de Julho de 2020

Empresas

01/06/2020 16:18:00

Em bairro que já foi marcado por “gatos” e “rabichos”, Energisa instala nova rede de transmissão e regulariza ligações

 
“Agora, os moradores vão ter um comprovante de residência”
 
As 70 famílias que moram no bairro Parque Industrial Tancredo Neves, em Vilhena, agora contam com energia elétrica de qualidade fornecida pela Energisa. O bairro existe há mais de 25 anos e muitos dos moradores contam que antigamente utilizavam velas e lamparinas. Depois, a maioria das residências passou a contar com ligações ilegais, que levava uma energia de má qualidade e sem segurança.
 
A casa de Domingos José dos Santos estava com uma ligação irregular há 10 anos, puxada de uma rede elétrica distante 300 metros. “Já queimei minha geladeira, o micro-ondas e a máquina, por causa do rabicho”, lembra.
 
Para atender esses moradores, foi construída uma rede capaz de abastecer 200 casas populares. A regularização é uma das ações do programa Energia que Transforma, que em 2020 prevê regularizar 3 mil clientes em todo Estado.
 
"Já fizemos um esforço muito grande durante o ano de 2019, com cerca de 8.200 moradores de Rondônia regularizados. Agora, com o Energia que Transforma, estamos aumentando a capacidade do sistema de forma geral e acessando novas regiões, o que nos permite ampliar ainda mais o programa de regularização", explica o diretor-presidente da Energisa Rondônia, André Theobald, responsável por um programa de investimentos de cerca de R$ 500 milhões no estado esse ano.
 
O gerente do Departamento de Construção e Manutenção da Distribuição, Alfredo João de Brito, explica que a regularização significa muito mais que legalizar o fornecimento de energia para o morador, com a colocação de uma rede confiável, do padrão de medição, representa cidadania. “Agora, os moradores vão ter um comprovante de residência, que é um documento necessário para abrir conta em banco, ser beneficiado por programas sociais, dentre outras coisas. Além de contar com uma energia de qualidade, com a tensão correta e segura”, frisou.
 
A ligação ilegal de energia oferece risco à segurança dos moradores e afeta a qualidade de fornecimento de energia elétrica. “Uma fiação feita sem cuidado e sem o dimensionamento da carga correto pode provocar a queima de eletrodomésticos, acidentes como choques, curtos-circuitos e até incêndios. Também pode provocar a falta de energia em outros imóveis, por causa das emendas dos rabichos”, explicou.
 
A obra, que foi entregue na semana passada, levou cerca de um mês e meio para ser concluída, seguindo todos os critérios técnicos estabelecidos pela Aneel e de segurança, inclusive no cuidado contra a Covid-19. “Nossos colaboradores utilizam máscaras de proteção fornecidas pela empresa, higienizam as mãos com frequência e observam o distanciamento entre as pessoas, especialmente dos clientes”, ressaltou o gerente.
 
 
 




Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.