Visitas 29197132 - Online 206

Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020

Geral

23/01/2020 12:18:00

Em Vilhena, servidores públicos brigam, caso vai parar na polícia e enfermeira aparece assinando atestado médico

 
Neide Ikino, que já foi vereadora se manifesta sobre situação
 
A briga ente dois servidores públicos foi parar na polícia, em Vilhena, e um documento anexado à denúncia pode complicar a ex-vereadora Neide Ikino, que assinou um atestado médico autorizando uma mulher a ficar 12 dias afastada do trabalho.
 
O FOLHA DO SUL ON LINE apurou que, após várias faltas do serviço, uma servidora concursada justificou a situação, alegando que estava acompanhando o filho, em recuperação. Ela chegou a apresentar uma declaração da escola onde o garoto estudava, para comprovar a alegação.
 
O responsável pelo RH do órgão público não aceitou a documentação apresentada pela colega e, com isso, ela providenciou o atestado assinado pela enfermeira, que teria, inclusive, alegado que é prática “é corriqueira”.
 
A prática constatada com a assinatura de Neide é considerada ilegal, conforme mostra investigação do Conselho Regional de Enfermagem de São Paulo (Coren), ao apurar caso similar na cidade de Araçatuba (entenda aqui).
 
O OUTRO LADO
Questionada sobre o caso, a enfermeira, que atua na rede pública, não fugiu do assunto e fez o seguinte comentário: “O que posso responder,  Dimas , que eh sim prática corriqueira assinarmos atestado médico. Pois não temos atestado de paramédicos que fazem o atendimento direto ao paciente . Isso é exemplo de uma falha do sistema de saúde.. nem os médicos nem os enfermeiros nem outros profissionais são ‘culpados’ . Esses atestados médicos assinados por outros profissionais são aceitos em escolas , empresas etc. As enfermeiras assinam também liberação de licença médica  de gestantes após 32 semanas, que sempre foram aceitos inclusive pelo INSS . Nunca houve, nesses 35 que atuo no setor, refutação de nenhuma instituição. Se a Câmara de Vereadores passou a não aceitar não estão errados. Pois nenhum profissional deveria assinar o atestado que cabe ao médico .... A única solução da servidora é pedir a um médico para assinar o atestado médico . Sendo assim, todos os atendimentos que enfermeiros ou outros profissionais da rede de saúde fizer , deve ser assinado pelo médico , mesmo que ele não tenha atendido o paciente . Coisa que médico nenhum vai se sujeitar sem ter feito atendimento. Veja aí a necessidade de termos um vereador que de fato entenda íntima e profundamente os  meandros do setor saúde.
Sinto muito, não responderei mais nada além dessa verdade . Pois certamente há alguma implicação política nas entrelinhas”.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.