Visitas 43116442 - Online 192

Quarta-feira, 21 de Outubro de 2020

Geral

16/10/2020 20:23:00

Homem que morreu em banco de praça em Vilhena é reconhecido pelo genro através de vídeo compartilhado no WhatsApp

 
Trabalhador em fazendas na região de Chupinguaia, Vilmar era conhecido como “Polaco”
 
Através de um vídeo que circulou em vários grupos no WhatsApp, um genro do homem cujo corpo foi encontrado no banco de uma praça pública de Vilhena (VEJA AQUI) fez o reconhecimento dele: trata-se do trabalhador rural Vilmar Vinharski.
 
Vilmar tinha 62 anos, e havia vindo de Chupinguaia para Vilhena afim de resolver problemas com seus documentos pessoais. Figura conhecida em fazendas daquela região, ele às vezes aparecia em Vilhena, onde também era bastante conhecido, e costumava beber muito, mesmo sendo hipertenso. A bebida, inclusive, teria sido a causa de sua morte.
 
Na conversa com o site, o genro disse que o reconhecimento oficial ainda não foi feito, mas ele garante não ter dúvidas de que se trata do sogro. Vinharski, que todos chamavam de “Polaco”, deixa três filhos, uma morando em Vilhena e dois no distrito de Boa Esperança, pertencente a Chupinguaia.
 
“Ele era um homem muito trabalhador, que desde cedo sempre encarou atividades pesadas. Mas gostava de beber, e às vezes algumas pessoas o discriminavam. Mas era um sujeito honesto, que nunca prejudicou ninguém, a não ser a si mesmo”, contou o genro.
 
O familiar se disse revoltado com o vídeo que mostra o corpo do sogro sendo atirado dentro de uma urna, sem nenhum cuidado. “Ele estava morto, mas aquilo não é jeito de tratar um ser humano. Não estavam  lidando com um porco não”, encerrou.
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.