Visitas 41461960 - Online 227

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2020

Terra

04/07/2020 11:22:00

Presídio de Vilhena dá exemplo, com detentos cultivando horta e doando alimentos para entidades e famílias carentes

 
Agentes penitenciários forneceram sementes e buscaram doações
 
Através de um projeto sem fins lucrativos, a diretoria do Presídio Cone Sul, em Vilhena, tem beneficiado entidades e até mesmo famílias carentes, com a distribuição de verduras e legumes que estão sendo cultivados em uma horta cuidada por presos e mantida por agentes penitenciários e doações de terceiros.
 
De acordo com o diretor da unidade prisional, Dirceu Martini, que recebeu a reportagem do FOLHA DO SUL ON LINE e mostrou a horta, que é cultivada fora das grades de contenção, porém, dentro do terreno do presídio, a iniciativa partiu dos próprios agentes, que doaram sementes,  assim como buscaram por doações de mudas de verduras, legumes e até frutas para o plantio.
 
O cuidado diário da horta, que conta com couve, alface, jiló, mandioca, abobora, rabanete e mais de quatro mil pés de abacaxi, é realizado por detentos selecionados por bom comportamento na unidade.
 
Assim, com muitas mudas, o sistema de irrigação também foi todo adquirido através de doações, e a horta já vem beneficiando entidades filantrópica, como o Lar dos idosos, o Abrigo de Menores e famílias carentes, que são selecionadas através de alguns agentes de saúde.
 
Dirceu enfatizou que a distribuição dos alimentos não é fixa e é feita de forma amadora, sem cadastramento, porém é valida, uma vez que a horta ajuda na ressocialização dos presos e ainda beneficia a comunidade.
 
Qualquer empresário ou civil que tiver o interesse em doar sementes ou mudas para horta pode entrar em contato diretamente com Dirceu, na unidade prisional.
 
 
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.