Visitas 29071079 - Online 214

Domingo, 23 de Fevereiro de 2020

Economia

09/01/2020 18:50:00

Representando os produtores de soja e milho, Aprosoja consegue avanços para agricultura de Rondônia em 2019

 
Dentre as realizações está um evento que deu notoriedade nacional em Estado

 
A Associação dos Produtores de Soja e Milho de Rondônia (Aprosoja/RO) desenvolveu várias atividades em 2019 em prol deste setor da agricultura que mais cresce no Estado.
 
Dentre as ações da Aprosoja neste ano está a vinda para Rondônia de um evento que atraiu a atenção do país inteiro.
 
Em setembro, foi realizadaaAbertura Nacional do Plantio de Soja em Vilhena, na Fazenda Jaqueline, do Grupo Masutti.
 
O evento foi transmitido pelo Canal Rural em cadeia nacional e demonstrou a importância de Rondônia na produção de soja em nível nacional. O Estado produziu, no ano passado, 1,1 milhão de toneladas do grão, em mais de 390.000 hectares. Para esta safra, a expectativa é de um aumento de até 15 por cento de área plantada de soja. O evento Abertura Nacional do Plantio de Soja trouxe notoriedade e visibilidade para o Estado de Rondônia dentro ao contexto do agronegócio em nível nacional.
 
Uma questão de relevância tradada neste ano pela Aprosoja/RO foi a intermediação, juntamente com o Sindicato Rural de Cerejeiras, na aprovação do zoneamento ecológico no Estado de Rondônia. “Caso a Aprosoja não tivesse participado da discussão do assunto antes da aprovação, o novo zoneamento ecológico teria ficado ruim para a região de Cerejeiras”, diz Marcelo Lucas da Silva, um dos diretores da entidade.
 
Na trincheira política, a Aprosoja/RO enviou solicitações ao governo estadual e parlamentares do Estado em prol do produtor rural. Dentre as conquistas da entidade neste sentido estão as melhorias nas estradas e a instalação de tubo armcos nas linhas rurais onde antes havia pontes velhas de madeira.
 
A Aprosoja/RO é uma associação, com filiação voluntária, que representa produtores rurais numa área de mais de 150.000 hectares em Rondônia. Ela não recebe dinheiro público e se mantém apenas com contribuições voluntárias. A entidade faz um apelo para que os produtores de soja e milho se filiem para ser representados e para desfrutar dos benefícios conquistados pela associação.
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rildo Costa

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.