Visitas 37886306 - Online 242

Terça-feira, 14 de Julho de 2020

Geral

30/06/2020 18:48:00

Vilhenense de 94 anos morre em hospital de Cacoal com suspeita de Covid-19; esposa de 87 também está internada

 
Teófilo Novais dos Anjos morava em Vilhena havia 35 anos
 
Faleceu na manhã desta terça-feira, 30, no Hospital Regional de Cacoal, o vilhenense Teófilo Novais dos Anjos. Ele tinha 94 anos (faria 95 em setembro), e em seu Atestado de Óbito consta como causa suspeita da morte a Covid-19. Após o falecimento, material do corpo do idoso foi coletado e será submetido a exame laboratorial, que irá confirmar ou não se ele foi infectado pelo Coronavírus.
 
O site conversou com uma das filhas de Teófilo, que morava em Vilhena havia 35 anos. Ele trabalhou no posto de combustíveis Bodanese, mesmo nome do bairro onde residia com a esposa, de 87 anos, que também está internada.
 
A entrevistada contou que, no dia 17 deste mês, o pai sofreu uma queda em casa e foi levado ao HR, onde um raio-X confirmou fatura no quadril. Ele foi transferido para Cacoal, onde seria submetido ao procedimento, na madrugada da última quinta-feira.
 
No dia seguinte à internação na unidade cacoalense, Teófilo começou a ter acessos de tosse e a vomitar. Não teve febre, mas foi submetido a um teste rápido para Covid-19, e o resultado deu negativo. Mesmo assim a coleta do material foi feita após a morte e os resultados saem nos próximos dias.
 
A filha explicou que a mãe começou a se sentir mal no dia em que o marido foi para Cacoal. Enfrentando problemas cardíacos desde o ano passado, ela atualmente está internada em isolamento do Hospital Regional de Vilhena. O resultado dos exames dela também não chegou ainda, embora a idosa apresente sintomas da Covid.
 
O corpo de Teófilo será sepultado amanhã, em Vilhena, em cerimônia restrita e com caixão lacrado.
 
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.