Visitas 47868239 - Online 246

Sábado, 16 de Janeiro de 2021

Geral

12/01/2021 16:59:00

Após zerar casos no início de dezembro, Cerejeiras volta a ser castigada pela pandemia, com lockdown e pico de infectados

 
Prefeitura montou tenda em frente a hospital para fazer exames em moradores com sintomas
 
Mais uma vez, as autoridades públicas de Cerejeiras estão numa luta de vida ou morte, literalmente: a batalha contra o novo Coronavírus.
 
Neste início do mês de janeiro, a pandemia de Covid voltou com força no município, atingindo o estrondoso número de quase 500 infectados pelo vírus, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (a Secretaria de Estado da Saúde divulgou um número menor, de 471 casos de infecção no município). Há duas pessoas internadas fora do município, um em Cacoal e outra em Vilhena – sendo um deles um conhecido empresário. Há um paciente internado no Hospital São Lucas esperando vaga para ser encaminhado. Já foram registrados oito óbitos em Cerejeiras.
 
No início do mês de dezembro, houve uma redução drástica de casos de Coronavírus no município. Teve um ou dois dias, por exemplo, que teve zero caso.
 
Mas, de acordo com o histórico apresentado pelo Boletim Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, os casos começaram a aumentar a partir do dia 14 de dezembro e atingiu o pico no fim da semana passada.
 
Um decreto estadual colocou o município de Cerejeiras na Fase 1 – ou seja, praticamente um lockdown. Na manhã desta segunda-feira, a Prefeitura de Cerejeiras emitiu um comunicado de que a prefeita Lisete Marth (PV) assinou uma portaria enquadrando o município na Fase 1.
 
Proibidos de exercer suas atividades, os comerciantes dos setores afetados, como lanchonetes e bares, desabafam nas redes sociais. Segundo uma fonte do FOLHA DO SUL ONLINE, alguns deles chegaram a ligar para a prefeita, tentando restrições mais brandas para as atividades.
 
A Secretaria Municipal de Saúde montou uma tenda na frente do Hospital São Lucas, a única unidade hospitalar de Cerejeiras – e que tem uma ala para tratamento da Covid. Na tenda, os profissionais de saúde fazem exames da doença para moradores que estejam com sintomas do coronavírus. A Secretaria também disponibilizou um número de telefone para responder as dúvidas e atender demandas dos cidadãos, o Disk Corona, cujo número e (69) 9 9983-5044.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rildo Costa

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.