Visitas 57691828 - Online 211

Sábado, 12 de Junho de 2021

Covid-19

11/06/2021 10:10:00

Comerciante e mãe idosa revelam que não irão se vacinar contra Covid-19; decisão divide a própria família

 
Religiosa acredita em vídeos e mensagens nas redes sociais
 
Em meio as inúmeras fraudes, onde pessoas se arriscam vendendo e comprando imunizantes contra a Covid-19, que são fornecidos unicamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), ainda há aqueles que,  mesmo já estando na faixa etária para vacinação, se negam a receber a medicação pelos mais variados motivos. Um exemplo disso é a aposentada Maria Aparecida de Barros, de 68 anos, que nunca tomou nem mesmo a vacina anual contra a gripe.
 
De acordo com a comerciante Paloma Carina de Barros, de 34 anos, filha de Maria, a mãe é muito religiosa e não aceita a vacina contra a Covid-19 devido se apegar muito a vídeos e mensagens de redes sociais falando sobre revelações “divinas” de que o imunizante fará mal em um futuro breve.
 
Porém, a situação não difere muito de mãe para filha, pois Paloma também afirmou que não irá tomar a vacina, assim como não permitirá que ela seja ministrada a seus filhos. No entanto, não é por motivos religiosos ou por crer em notícia mentirosas, mas sim por não acreditar que há eficácia, devido não ter havido um tempo de teste considerado por ela como suficiente para a comprovação de que o imunizante realmente funciona.
 
Já o esposo da comerciante, segundo ela, não vê a hora de ser imunizado e afirma que os três filhos também serão, situação que divide opiniões não somente em seu lar, como em muitos outros, onde pessoas que defendem a vacinação julgam os que não querem e vice e versa.
 
Apesar de não ser o caso desta família, também é sabido que muitas pessoas estão rejeitando a vacina devido acreditarem que “Deus irá protegê-las, pois quem tem fé não teme o vírus”, outras por acreditarem que a vacinação não passa de uma “armadilha criada pelo governo para exterminar idosos e desafogar a previdência social”.
 
Seja por qual for o motivo, existem muitas pessoas que não irão se vacinar e esse número, que não é pequeno, preocupa o sistema de saúde, pois a não imunização de uns oferece risco para outros, uma vez que nenhum imunizante criado até o momento alcança 100% de eficácia, sem contar que alguns organismos, mesmo recebendo as duas doses, levam mais tempo para produzirem anticorpos contra o vírus.
 
 
 




Fonte: Imagem ilustrativa
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.