Visitas 50993484 - Online 241

Quinta-feira, 04 de Março de 2021

Geral

22/02/2021 15:04:00

Confundido com assaltante, marido de delegada é alvejado com vários tiros por agente da PF e está em estado grave

 
Incidente aconteceu na madrugada de hoje, em Porto Velho
 
Ao menos sete tiros atingiram o marido da delegada que foi baleado por um policial federal, ao ser confundido como assaltante, nesta segunda-feira (22) na zona norte de Porto Velho. Segundo a Polícia Civil, a vítima está internada em estado gravíssimo no Hospital João Paulo II.
 
“Ele foi atingido na cabeça, tórax e fígado, entre outras partes do corpo. Agora ele está no centro cirúrgico aguardando uma UTI para ficar internado para que possa restabelecer a saúde dele”, contou a delegada Leisaloma Carvalho, em coletiva de imprensa.
 
O marido da delegada foi atacado a tiros na frente de casa após se aproximar de um carro estacionado, onde dentro havia um policial federal.
 
Por pensar que seria assaltado, o PF atirou contra o homem, esposo da delegada Rosilei Lima, diretora do Departamento de Tecnologia da Polícia Civil.
 
De acordo com a delegada Leisaloma, que conduz a investigação do caso, a vítima foi atingida por disparos de uma pistola 9 mm. Um dos tiros chegou a arrancar o dedo do marido da delegada.
 
CONFISSÃO DO POLICIAL FEDERAL
Em entrevista, a delegada diz que o policial federal prestou depoimento sobre o ocorrido e confessou ter atirado na vítima, pois pensava que o homem fosse um assaltante.
 
“O PF, após o ocorrido, se apresentou juntamente com o chefe dele, que entrou em contato conosco da Delegacia de Homicídios. Nos deslocamos até a superintendência da PF e esse policial foi apresentado aqui por seu superior hierárquico. Ele foi submetido ao interrogatório e narrou a situação”, conta Leisaloma.
 
Para a Polícia Civil, o marido da delegada pode ter se aproximado do veículo do PF por estar preocupado com a situação, pois o carro estava parado na frente do imóvel do casal.
 
“A gente entende pela dinâmica dos fatos que o marido da delegada também, muito possivelmente, teria abordado essa pessoa no veículo porque ela estava em um lugar escuro, às 2h da madrugada, na frente da casa da delegada, e o marido acabou se aproximando pensando também ser um assaltante, meliante, alguém que quisesse fazer o mal”, ressalta a delegada em entrevista.
 
Segundo a Polícia Civil, a delegada não foi ferida, pois estava dentro de casa dormindo.
 
 




Fonte: G1/Rondônia
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.