Visitas 73907809 - Online 198

Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022

Saúde

29/11/2021 17:39:00

OUÇA E ASSISTA: em áudio e vídeo, médicos mostram hospital sucateado e confirmam explosão de casos de Covid em Cacoal

 
Médico mostra vários equipamentos parados em hospital que deveria atender pacientes infectados
 
Após o FOLHA DO SUL ON LINE divulgar o áudio gravado por um morador de Cacoal, na qual ele denuncia a explosão de casos de Covid-19 na cidade, o prefeito da “Capital do Café”, Adailton Fúria (PSD), concedeu entrevista a uma emissora de TV e abordou o assunto (ENTENDA O CASO).
 
Ao negar que esteja havendo aumento de contaminações na cidade que se prepara para assistir um megashow do sertanejo Gusttavo Lima, Fúria brandiu números oficiais: disse que não há nenhum paciente internado no Hospital de Campanha, montado por sua gestão para receber pessoas infectadas pelo novo Coronavírus.
 
Garantindo que Cacoal é referência em vacinação e convidando os cacoalenses para tomar a segunda dose, o jovem prefeito prosseguiu com as estatísticas: disse que existem dois moradores da cidade na UTI do Hospital Regional e 5 de outras cidades no local. Na enfermaria da mesma unidade de saúde, conforme relatou Fúria, tem um único paciente de Cacoal. Na enfermaria do Hospital dos Acidentados, também tem apenas um doente.
 
NÃO É BEM ASSIM
Um áudio e um vídeo recebidos pelo FOLHA DO SUL ON LINE, gravados por dois médicos da rede pública de Cacoal, contraria o argumento do prefeito: se as internações de fato são poucas, as contaminações dispararam.
 
No áudio gravado pelo diretor clínico do Hospital de campanha, Laerte Júnior, ele faz uma revelação estarrecedora: diariamente têm sido registrados entre 30 e 35 casos de Covid em Cacoal.
 
Já o vídeo, produzido pelo também médico Angel Arturo Ramirez Machado, mostra o Hospital de Campanha sem pacientes (como afirmou o prefeito), mas também a situação da unidade, com equipamentos sem funcionar, o que dificultaria o atendimento se houver aumento das internações.
 
EIS O PROBLEMA
Como aparentemente as pessoas que contraem a Covid-19 em Cacoal já estariam imunizadas, o índice de internações é mesmo baixo. Porém, essas pessoas acabam colaborando para que o vírus sofra mutações em seus organismos.
 
Além disso, um evento artístico de grande porte, que deve atrair milhares de pessoas de outras cidades tem o potencial para fazer disparar o número de novos infectados e atingir pessoas idosas, acamadas e com doenças crônicas, como alertou a reportagem anterior.
 
CLIQUE ABAIXO para ouvir o áudio e assistir o vídeo.
 





Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.