Visitas 55467167 - Online 200

Terça-feira, 11 de Maio de 2021

Meio Ambiente

28/04/2021 15:13:00

Secretário de Meio Ambiente pede que vilhenenses evitem caminhadas em área da cidade infestada por cobras venenosas

 
Biólogo explica que serpentes costumam devorar outras
 
Devido ao grande número de flagrantes de cobras cascavéis que tem ocorrido na pista de acesso ao aeroporto de Vilhena e arredores, o Secretário Municipal de Meio Ambiente (SEMMA) de Vilhena, Rafael Mazeiro e o assessor e biólogo Thiago Baldine alertam para os riscos de se aproximar de serpentes peçonhentas e pedem para que a população evite frequentar o local por lazer.
 
Em visita ao FOLHA DO SUL ON LINE, Rafael (que gravou um vídeo alertando para o problema – ASSISTA ABAIXO) afirmou que ultimamente o número de pessoas que acionam a secretaria para realizar a captura de cobras na pista do aeroporto e nos bairros próximos é grande, porém, as serpentes que circulam por lá estão em seu habitat natural e não podem ser removidas -o que pode e deve ser feito pela população é evitar realização de atividades esportivas e de lazer no local, para que não aconteçam acidentes com os animais, que podem matar.
 
Já com relação aos moradores, de fato se alguma serpente entrar no quintal e no imóvel, Rafael afirma que não é aconselhado que se tente matar ou capturar, devido o grande risco de serem picados, principalmente pelas cascavéis, que são peçonhentas e muito agressivas quando se sentem ameaçadas. Neste caso sim, os Bombeiros e os servidores da SEMMA devem ser acionados.
 
Todas as imagens abaixo são de cobras capturadas pela secretaria, que apesar de não possuir instalações para o cuidado de animais feridos, realizam a remoção de forma segura das serpentes que oferecem risco no perímetro urbano e soltam em regiões de mata longe da cidade, a fim de garantir tanto a segurança das pessoas, como dos próprios animais, que frequetemente morrem atropelados ao tentarem através as avenidas e BRs.
 
“Se alguém estiver passando de carro ou moto e vir uma cobra cruzando a estrada, não atropele, desvie, pois elas mantêm sob controle as pragas e principalmente a população das demais serpentes, ao praticarem ofiofagia, que é quando se alimentam umas das outras”, relatou Thiago, que durante os resgates, já aproveita e realiza a educação ambiental aos presentes, para que possam entender que ao contrário do que muitos pensam, estes animais só são perigosos se ameaçados .
 
“Há muito outros lugares que os vilhenenses podem usar para se exercitar ou apenas por lazer, então solicitamos que evitem aquele local em específico, e muito menos que se aproximem das cascavéis para fotografar ou matar, pois as consequências podem ser trágicas”, concluiu Rafael.

CLIQUE ABAIXO e assista o vídeo.




Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.