Visitas 70262846 - Online 212

Domingo, 05 de Dezembro de 2021

Educação

13/09/2021 19:40:00

Sicoob/Credisul anuncia compra da faculdade Avec, em Vilhena; Coopevi vai assumir também cursos superiores no ano que vem

 
Continuaremos com os cursos superiores, mas é sempre bom lembrar que o DNA deste grupo é o cooperativismo”
 
Em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda-feira, 13, o diretor executivo da Sicoob/Credisul, Vilmar Saúgo, e a diretora presidente da Coopevi, deram detalhes da aquisição da faculdade Avec pela cooperativa de crédito.
 
Saúgo explicou que foi adquirido o imóvel de 54 mil metros quadrados, com 9 mil metros de área construída, onde hoje está instalada a AVEC e onde passará a funcionar a Coopevi (Cooperativa Educacional de Vilhena). 
 
“A gente quer se parecer cada vez menos com um banco e mais com uma instituição de desenvolvimento local. Estamos atacando em várias frentes,  procurando melhorar a sociedade de Vilhena e de toda a área de abrangência da cooperativa”, disse o diretor executivo, lembrando dos investimentos na construção do Hospital Cooperar, que deve ficar pronto no ano que vem; e do investimento feito mais recentemente no Aeroporto Brigadeiro Camarão, que viabilizou a retomada dos vôos para o município.
 
Saúgo não revelou o valor pago pelo imóvel, limitando-se a dizer: “Foi um investimento bem interessante e lucrativo, porque aquele imóvel vale praticamente o dobro do que nós pagamos por ele. Foi um negócio de oportunidade”.
 
Segundo Saúgo, os cursos superiores oferecidos pela AVEC (Direito, Administração e Ciências Contábeis) vieram junto com o negócio. “Eles foram transferidos para a Coopevi, que agora passa a cuidar desde o berçário até os cursos superiores. A ideia é que a gente possa pegar o filho do cooperado e contribuir com a educação dele desde pequenininho até a faculdade. O que é um grande benefício para o cooperado, porque eu acho que nenhuma outra instituição financeira faz isso”, disse Saúgo, que acrescentou: “além da escola e dos cursos superiores, também será um centro de formação de mão-de-obra, tanto para a sociedade de um modo em geral, quanto para a cooperativa”, pontuou. 
 
A diretora presidente da Coopevi, Caroline Torres, comemorou. “A Coopevi ficou muito feliz com essa aquisição, porque desde o início sempre fez parte do projeto da Coopevi, não somente propor uma educação de qualidade, mas também na parte extracurricular desenvolver diversos projetos. E alguns desses projetos, presentes na nossa proposta pedagógica desde o início, não conseguimos colocar em prática devido a falta de espaço. E agora teremos esse espaço”.
 
Com cerca de 600 alunos, a Coopevi fará 15 anos em 2022 e a diretora presidente de instituição só tem motivos para comemorar. “Nós estamos entrando em uma nova fase. A qualidade na educação já está consolidada. Hoje nós somos o primeiro no Estado. Fomos o primeiro no ENEM 2020 em Rondônia. E isso graça a parceria com a Sicoob/Credisul, que sempre foi o nosso apoio desde o início”.
 
Torres explicou que a AVEC segue à frente da instituição até o final do ano, e a partir de 1º de janeiro a Coopevi assume o campus. “Continuaremos com os cursos superiores, mas é sempre bom lembrar que o DNA deste grupo é o cooperativismo, essa marca vai estar impressa em tudo aquilo que a gente faz. Então, a partir do ano que vem, aquilo que eram projetos cooperativistas dentro da nossa escola vai passar para a grade curricular. Então todas as séries terão cooperativismo como disciplina. E de alguma forma nós vamos inserir o cooperativismo nos cursos superiores”, disse Carolina, revelando que já está sendo planejada a realização de vestibulares.
 
De acordo com Vilmar Saúgo, além da escola regular e o ensino superior, a instituição também vai atuar com a formação da mão de obra e o acelerador de tecnologia. “A ideia é que gente possa fazer um pólo tecnológico aqui. Que a gente possa desenvolver tecnologia, criar aplicativos. Numa linguagem mais chula, tirar os nossos meninos dos joguinhos e fazê-los desenvolver jogos e ganhar dinheiro com isso. A gente realmente produzir tecnologia, e não apenas consumi-la”, disse Saúgo, que declarou que o projeto está sendo desenvolvido e que no próximo mês será apresentado detalhadamente à sociedade.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.