Visitas 50995183 - Online 236

Quinta-feira, 04 de Março de 2021

Política

14/01/2021 12:41:00

Vereadora pede para incluir marido em nome parlamentar e mais votado provoca colega na Câmara de Vilhena

 
Ex-vereadores encrencados na justiça elegeram esposas
 
Chamou a atenção, na sessão extraordinária da Câmara Municipal de Vilhena, realizada na manhã desta quinta-feira, 14, o pedido  feito pela vereadora Elenir Salete Zilli Gonçalves (FOTO), eleita pelo PSC com 466 votos no ano passado.
 
A servidora pública de 52 anos pediu para que seu nome parlamentar seja “Nica Cabo João”. A decisão é, aparentemente, uma homenagem da vereadora ao marido, João Batista Gonçalves, o “Cabo João”, que exerceu dois mandatos na Câmara de Vilhena.
 
Mesmo afastado da vida pública há muitos anos, o militar da reserva demonstrou força política para eleger a esposa, embora a votação dela não tenha sido expressiva. João terceirizou a disputa porque enfrenta problemas na justiça e não pode concorrer a cargos eletivos.
 
PROVOCAÇÃO
Outro ex-vereador que conseguiu emplacar a esposa no mandato é Carmozinho Alves, que assim como Cabo João, também está impedido de disputar eleições. A companheira dele, Clérida Alves, do Avante, foi a terceira colocada no pleito do ano passado, com 859 votos.
 
Embora tenha mantido o nome de batismo, Clérida enfrenta a provocação do vereador mais votado, Dhonatan Pagani, do PSDB: em vídeos publicados nas redes sociais, ele se refere à colega de Parlamento como “a mulher do Carmozino”.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.