Visitas 73908458 - Online 192

Terça-feira, 18 de Janeiro de 2022

Policial

10/01/2022 07:37:00

Homem que estuprou, matou e escondeu corpo de mulher de 51 anos em Rondônia é preso em fazenda em Mato Grosso

 
Crime aconteceu na semana passada na cidade de Ji-Paraná
 
O autor de um crime de estupro seguido de morte ocorrido em Ji-Paraná, na região central de Rondônia, foi preso em Mato Grosso, na noite de sexta-feira, 07, na zona rural do município de Rondolândia, a 1.600 km a noroeste de Cuiabá.
 
O procurado de 30 anos estava com o mandado de prisão temporária decretado pelo juízo da 1ª Vara Criminal da Comarca de Ji-Paraná, por homicídio. 
 
Ele foi localizado e preso após troca de informações entre a Polícia Civil e a Polícia Militar dos Estados de Rondônia e Mato Grosso.
 
Conforme apurado, o suspeito responde o processo criminal praticado contra a vítima Angela Maria de Souza. Após o cometimento do crime, o mesmo fugiu da cidade de Ji-Paraná. 
 
Durante diligências as equipes integradas surpreenderam o foragido em uma propriedade rural, situada aproximadamente 150 quilômetros do perímetro urbano do município de Rondolândia.
 
Ao ser abordado no local de difícil acesso, em uma região de mata nos fundos da fazenda, o suspeito teve o mandado de prisão cumprido.
 
Em seguida o preso foi conduzido até a Delegacia de Polícia para as providências cabíveis, e posteriormente colocado à disposição da Justiça.
 
O CRIME
Ângela Maria Silva Duarte, 51 anos, foi encontrada morta dentro de um guarda-roupas de um vizinho em Ji-Paraná na tarde de quinta-feira, 06. Ângela foi achada nua e em seu corpo havia sinais de asfixia.
 
Segundo a delegacia de Polícia Civil, a mulher estava desaparecida desde a quarta-feira, 05, e familiares estavam buscando por notícias sobre seu paradeiro.
 
Na última quinta-feira, os parentes de Ângela foram até a casa de um vizinho, que havia sido contratado pela mulher no início da semana para reformar alguns móveis, no bairro Greenvile.
 
Ao adentrarem no imóvel da casa, que estava vazia, os familiares passaram a procurar vestígios de Ângela. Ao abrirem um guarda-roupas, eles encontraram o corpo da mulher.
 
Segundo a Polícia Civil, a vítima foi encontrada sem as roupas íntimas, com lesões aparentes e que os indícios até o momento indicam para uma morte por asfixia.
 
O morador da casa onde Ângela foi encontrada é o principal suspeito do assassinato. A polícia já sabe que esse vizinho da vítima estava realizando um trabalho na casa de Ângela.
 
No entanto, após matar a vítima, o homem fugiu para Mato Grosso, onde supostamente trabalha em uma fazenda.
 




Fonte: Folha Max/G1-RO
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.