Visitas 134466124 - Online 309

Terça-feira, 25 de junho de 2024

Policial

13/11/2023 18:34:00

ASSISTA: em vídeo, delegado que investiga a morte de irmãos vilhenenses em MT revela que um dos assassinos já se apresentou e foi liberado

 
Delegado de plantão chegou a pedir a prisão dos criminosos, mas a justiça não autorizou
 
Em vídeo gravado na tarde desta segunda-feira, 13, o delegado da Polícia Civil na cidade de Comodoro (MT), Ricardo Sarto, comentou o duplo homicídio registrado na madrugada de ontem na Gleba Macuquinho, na área rural do município mato-grossense, e que teve como vítimas os dois irmãos moradores de Vilhena, Daniel Machado Santos, de 20 anos, e Josué Machado Santos, 19 (RELEMBRE O CRIME).
 
O delegado confirmou a motivação do duplo assassinado e deu outros detalhes do caso, acrescentando já ter ouvido testemunhas. Sarto revelou que o colega de plantão que estava em seu lugar na data dos fatos chegou a pedir a prisão dos dois acusados, que já estavam identificados, mas a justiça negou.
 
A autoridade policial disse ao FOLHA DO SUL ON LINE que um dos suspeitos já se apresentou em companhia de um advogado e foi liberado após a oitiva. “Não havia como prendê-lo, pois ele já não estava mais em flagrante e a justiça não havia autorizado esta medida”, explicou Ricardo Sarto ao site.
 
O homem que foi ouvido mora na mesma região onde aconteceram os assassinatos. Ele não negou a autoria, mas argumentou que temia que os rapazes que ele executou pudessem matá-lo por causa da discussão entre eles durante a festa onde tudo começou. O desentendimento teria sido provocado pela mulher do homicida confesso, ao devolver as cadeiras de praia dos dois irmãos, após xingar os dois.
 
O outro participante do crime também foi identificado. Ele teria matado um dos irmãos, que foram baleados, mas também sofreram perfurações de faca. O delegado disse que o homem conhecido como “Barba”, e que deu sua versão hoje, atribuiu ao comparsa a produção de imagens dos corpos das vítimas, e garantiu que ele mesmo não usa celular.
 
Caberá agora ao próprio delegado que investiga as mortes, decidir se pede a prisão dos dois acusados após  conclusão do inquérito policial instaurado e manifestação do Ministério Público de Comodoro.
 
CLIQUE ABAIXO e assista o vídeo.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.