Visitas 125449368 - Online 238

Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Arte e Cultura

16/06/2023 10:11:00

ASSISTA VÍDEO: alunos incluem colega cadeirante em coreografia, vencem competição e emocionam o público, em Vilhena

 
Grupo de Dança do Colégio Militar Dom Pedro II vence o FERA Vilhena e dá exemplo de inclusão

 
Na terça-feira, 13, aconteceu a edição 2023 do FERA (Festival Estudantil Rondoniense de Artes) na Escola Álvares de Azevedo, em Vilhena. Apesar do frio, dezenas de alunos participaram do evento com apresentações de estilos diversificados, desde pintura, fotografia e desenhos, a peças teatrais, música e dança.  
 
E foi na categoria dança que uma performance chamou mais a atenção do público. O Grupo de Dança do Colégio Militar Dom Pedro II, formado pelos alunos Eduardo Melo, Kemilly Amanda, Maria Heloisa, Grasieli Barbosa, Ana Júlia Gabriel, Bruno Pena e Felipe Conci, tocou o público e os jurados com uma performance de dança de rua e levou o prêmio de primeiro colocado na categoria.
 
O grupo, que preza pela inclusão, tem como destaque o dançarino/aluno Eduardo Melo, que é cadeirante. Os dançarinos executaram, ao som de clássicos do rock, uma coreografia desenvolvida pelo professor Francisco Almair de Souza.
 
Professor Franco, como é mais conhecido, é Psicopedagogo e Educador Físico, e tem mais de 20 anos de experiência como coreógrafo a frente de projetos sociais e culturais em todo Estado. Ele desenvolve um projeto de dança no Dom Pedro II que tem a participação de 60 alunos. “Pela dança promovemos a disciplina, o respeito, a organização pessoal e a inclusão”, enfatiza o educador, lembrando que Eduardo Melo é destaque nas apresentações pela sua performance.
 
A vitória em Vilhena classifica o Grupo de Dança do Colégio Militar Dom Pedro II para a etapa Regional do FERA, ainda sem data definida.
 
O QUE É O FERA?
O Festival Estudantil Rondoniense de Artes/FERA tem a ?nalidade de contribuir no desenvolvimento cultural dos educandos, estimulando-os a participar de atividades que possam despertar ou potencializar aptidões intrínsecas, nos segmentos artísticos de música, pintura, dança, cinema e teatro, revelando os talentos artísticos dos estudantes de toda a rede estadual de ensino.
Destaca-se ainda, que o conhecimento das atividades práticas que compõem os segmentos artísticos, quando oferecidos de maneira didática/educacional, estimula habilidades específicas de cada indivíduo, constituindo-se em oportunidade de possível desenvolvimento profissional e individual, contribuindo para o crescimento humano e social. Promover intercâmbio escolar através da cultura pela participação em expressões artísticas pertencente às manifestações culturais da coletividade que estejam presentes no cotidiano.
 
O Festival Estudantil Rondoniense de Artes tem participantes nas categorias teen (12 a 17 anos) e adulto (acima de 18 anos), dos sexos masculino e feminino. Sendo realizado em 04 (quatro) fases: Fase Escolar (realizadas pelas Unidades Escolares, e previstas no calendário escolar); Fases Municipais (realizadas pelas Coordenadorias Regionais de Educação); Fases Regionais/Macrorregionais (realizadas pelas Coordenadorias Regionais de Educação dos municípios sede, em parceria com a SEDUC através da GEFACEE/DGE, divididas em quatro Regionais e três Macroregionais e Fase Estadual (realizada pela SEDUC, através da GEFACEE/DGE).
 
A QUEM SE DESTINA?
Estudantes/artistas, profissionais da educação e outros que o regulamento permita, sendo todos os participantes da rede pública estadual de educação.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Rogério Perucci

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.