Visitas 125448166 - Online 254

Quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Geral

28/05/2023 09:48:00

Garoto de 07 anos atacado por pit bulls em RO é transferido para hospital do Paraná; mãe concede entrevista exclusiva à FOLHA

                                                                                                                              
“A notícia correu o mundo e hoje são milhões de pessoas intercedendo pela vida do Lukas”
 
Por telefone, o FOLHA DO SUL ON LINE entrevistou, na manhã deste domingo, 28, a moradora de Ji-Paraná que teve o filho de 07 anos atacado por dois cães da raça pit bull e sofreu ferimentos graves. O caso foi destaque em diversos veículos de comunicação do Brasil (VEJA AQUI).
 
Segundo a entrevistada, Cleissiene Carla Gomes Barreto, de 28 anos, o estado de saúde do filho continua grave, tanto que ele precisou ser transferido para o Hospital dos Trabalhadores de Curitiba (PR). O garoto, que recebeu o primeiro atendimento em Ji-Paraná, e depois foi transferido para o Hospital Regional de Cacoal, se chama Lukas Davi Barreto, e segue sedado e em coma induzido.
 
Cleissiene disse que o ataque dos cães aconteceu na casa da madrinha de Lukas, com quem ele estava ficando naquele dia. O garoto era acostumado com os dois cachorros e estava brincando com eles. A mãe acredita que, pelas brigas anteriores entre os animais, um deles estaria no cio, e como não havia nenhuma cadela no imóvel, os dois se atacaram e passaram a investir também contra o menino.
 
“Eu já havia visto uma briga anterior entre eles, e foi horrível. Um estava no cio naquela ocasião”, disse a comerciária, que já conversou com a comadre, que está precisando fazer tratamento psicológico por causa do episódio. “Eu sei que foi um acidente”, diz a entrevistada.

A transferência de Lukas para o hospital paranaense foi feita em um avião providenciado pelo Governo de Rondônia. Ele chegou em Curitiba na quarta-feira, 24. Os médicos ainda estão analisando o caso e decidiram que o pequeno paciente precisará ser estabilizado antes das novas cirurgias. Isso porque seu cérebro estava ficando inchado, segundo o relato da mãe.
 
Cleissiene disse que tomou conhecimento de alguns vídeos que circulam em grupos no WhatsApp, mas não teve condições de assisti-los. As imagens mostram que o garoto perdeu 70% do couro cabeludo no ataque dos cães. Ele também sofreu profundos cortes na bochecha e no pescoço, e os vídeos revelam a gravidade das lesões.
 
Cleissiene, que tem também uma filha de 06 anos e trabalha em mais de um emprego, pediu que o site divulgasse seu agradecimento a todas as pessoas que oraram e continuam orando pela recuperação de seu filho. “Não é só na minha cidade. A notícia correu o mundo e hoje são milhões de pessoas intercedendo pela vida do Lukas”.
 
A mãe também fez questão de demonstrar sua gratidão a todos os que se mobilizaram para ajudar Lukas em sua luta pela vida. “Eu peço que Deus recompense o médico que estava passando no momento do ataque e socorreu meu filho”, finalizou, dizendo estar preocupada, mas esperançosa.
 
A foto que ilustra esta reportagem, mostrando o pequeno Lucas inconsciente na UTI do hospital paranaense, foi feita pela própria mãe, que autorizou a divulgação.
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.