Visitas 136222303 - Online 469

Sábado, 13 de julho de 2024

Política

25/06/2024 14:05:00

Considerada favorita, advogada influencer desiste de candidatura a vereadora nas eleições de Vilhena este ano

 
“Não acho que seria correto eu receber duas vezes prestando serviços pela metade em cada uma das atividades”
 
O FOLHA DO SUL ON LINE entrevistou, nesta terça-feira, 25, a advogada e digital influencer Carol Andreazza, e ela confirmou que desistiu de concorrer a vereadora nas eleições municipais de Vilhena este ano. Ela está filiada ao PSDB, que forma uma federação com o Cidadania. Ou seja, as duas siglas lançarão 14 candidatos em conjunto.
 
Carol, que era a primeira suplente do PSD, partido pelo qual disputou o pleito de 2020, quando fez 608 votos, era um dos nomes considerados favoritos para conquistar uma das 13 cadeiras da Câmara Municipal de Vilhena. Ela perdeu a suplência ao sair da agremiação.
 
Na entrevista ao site, a profissional do Direito explicou que havia escolhido o PSDB porque a legenda não tinha nenhum vereador no exercício do mandato disputando a reeleição, embora dois ex-parlamentares componham a nominata: França Silva e Pedro Panta.
 
Os tucanos ainda ostentam em seus quadros o ex-secretário de Obras, Marcelo Boca, e o empresário Edmur Leal (Cidadania), ambos com bom desempenho na disputa anterior. Também integra a federação, sendo filiada ao PSDB, a ex vice-prefeita Patrícia da Glória.

Mesmo com boas chances de ser eleita, Carolina (praticamente ninguém a chama assim), explicou a decisão de abrir mão da candidatura: “Demorei anos para conquistar meu espaço na advocacia, e as demandas do meu escritório não deixam tempo para que eu faça uma campanha como gostaria”.
 
A comunicadora também pensou no que aconteceria em caso de vitória: teria que escolher entre exercer seu papel de fiscalizar as ações da prefeitura ou participar das muitas audiências judiciais envolvendo seus clientes.
 
“Não acho que seria correto eu receber duas vezes prestando serviços pela metade em cada uma das atividades. Por isso, escolhi exercer minha profissão e continuar lutando por justiça para os meus clientes”, concluiu a advogada, que não descarta ser candidata no futuro.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.