Visitas 136224966 - Online 511

Sábado, 13 de julho de 2024

Saúde

09/07/2024 17:10:00

Em nota conjunta, Santa Casa e Semus desmentem negligência em caso de rapaz de 22 anos transferido pela família para hospital particular

 
Santa Casa incluiu um de seus profissionais mais experientes no tratamento de Yan
 
Em nota conjunta enviada hoje a este site de notícias, a Santa Casa e a Secretaria Municipal de Saúde de Vilhena se manifestaram sobre reportagem publicada mais cedo, falando do caso do estudante de Direito Yan Ribeiro Zetoles (ENTENDA AQUI e confira abaixo, nota na íntegra)
 
NOTA DA SANTA CASA E SEMUS
A Santa Casa lamenta profundamente a piora no estado de saúde do jovem Yan Ribeiro Zetoles e, em respeito à verdade dos fatos, esclarece que não houve qualquer ato de negligência por parte dos profissionais que o atenderam durante sua permanência no Hospital Regional. Pelo contrário, foi assegurado ao paciente todo o suporte dos protocolos de atendimento de urgência preconizados pelo SUS.
 
As equipes médica e de enfermagem elaboraram minucioso relatório sobre as condutas adotadas em relação ao caso. Solidarizando-se com o paciente e seus familiares, esclarecemos, com base nos procedimentos meticulosamente registrados, que desde sua admissão hospitalar, Yan foi tratado com profissionalismo e empatia. Após avaliação detalhada de seu quadro clínico e histórico de saúde, foram administrados diversos medicamentos, hidratação venosa com soro glicosado para suas necessidades calóricas/energéticas básicas, além de outros tratamentos adequados, como antieméticos para controlar o quadro de hemorragia digestiva. Posteriormente, Yan foi encaminhado para tomografia de urgência, acompanhado pelo irmão e realizou coleta de sangue para exames de hemograma e bioquímicos.
 
É natural que os familiares e acompanhantes não percebam a quantidade de exames que são feitos em seus entes queridos, e acabem levando a público informações que não procedem, como se o jovem Yago não tivesse feito sequer a coleta de sangue para um Hemograma. Mas, compreendemos a aflição dos parentes nesse momento de ansiedade.
 
Os resultados dos exames não apontaram necessidade de transfusão sanguínea e ele permaneceu internado sob cuidados médicos contínuos. Respeitando as diretrizes da LGPD, não podemos divulgar informações específicas sobre o estado do paciente até sua alta, mas é importante mencionar que, conforme narrativas do próprio paciente em seu histórico de saúde e conforme publicado pela família neste site, observamos um cenário delicado que, apesar de todos os esforços das equipes médica e de enfermagem, pode ter contribuído para o agravamento repentino de seu estado.
 
De acordo com a equipe médica da Santa Casa, que incluiu um de seus profissionais mais experientes no tratamento de Yan, o agravamento do caso poderia ter ocorrido em qualquer unidade de saúde, considerando a complexidade do quadro que levou à internação e o histórico médico do paciente.
 
É sabido que a medicina não é uma ciência exata e depende de múltiplos fatores para o sucesso do tratamento. Por isso, são seguidos protocolos rigorosos por equipes capacitadas para lidar com situações comuns ou atípicas, buscando alcançar resultados satisfatórios.
 
A Santa Casa e Semus vem buscando alcançando os melhores resultados de todos os tempos no Hospital Regional, graças à busca incessante de meios capazes de evitar tragédias e oferecendo o melhor cuidado possível aos pacientes que nos confiam sua saúde. Neste sentido, reafirmamos nosso compromisso com a transparência e a responsabilidade, mantendo o respeito às normativas vigentes. Expressamos nossos sentimentos aos familiares do jovem Yan Ribeiro Zetoles e permanecemos à disposição para quaisquer esclarecimentos adicionais que se façam necessários, dentro dos limites éticos e legais que regem nossa prática hospitalar.
 
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.