Visitas 129662933 - Online 252

Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Cotidiano

27/03/2024 16:40:00

Vilhena: suposta proibição de se alimentar em escola rende “treta” em grupo de professores no WhatsApp

 
Outros educadores avaliam que esse impasse poderia ser resolvido com bom senso
 
O que parece ter sido uma brincadeira em um grupo que reúne professores de Vilhena no WhatsApp provocou uma polêmica que continua rendendo “tretas” na comunidade virtual. “Olha a cara da fome, professores proibidos de se alimentar hoje”, escreveu o educador ao postar a foto junto com os colegas que supostamente haviam sido barrados na hora da refeição escolar.
 
O site apurou que em um grupo da própria escola, onde hoje seriam distribuídos cachorros-quentes para os estudantes, a merendeira avisou que apenas os estudantes seriam servidos, o que teria motivado a frase do professor “faminto”.
 
A diretora da instituição de ensino reagiu, fazendo um “ESCLARECIMENTO SOBRE OS PÃES!”: “Como é de conhecimento de todos, a merenda é prioridade para o aluno. No episódio de hoje, a quantidade de pães recebido na escola foi exato ao número de matriculados, nesse caso, as merendeiras são orientadas a servirem primeiramente os alunos.
 
Em nenhum momento nós enquanto diretoras PROIBIMOS dar o lanche aos servidores, como foi relatado. É lamentável ler alguns comentários, nos acusando de algo que não condiz com a verdade!”
 
Uma professora também comentou: “Sou professora e há anos sabemos que lanche é do aluno.  Quando é lanche diferenciado é recomendado sim, deixar para os alunos se sobrar serve professores. Agora é vergonhoso essa confusão toda por causa de pão. São situações como essa que desanima, quando o assunto é sério, ninguém participa.  Gente somos PROFESSORES por favor....”.
 
PODE OU NÃO PODE?
O FOLHA DO SUL ON LINE conversou com uma professora da rede municipal e ela esclareceu que a questão é polêmica, mas lembrou que não proíbe que professores se alimentem nas escolas. Porém, também admitiu que a comida fornecida a cada colégio leva em conta o número de alunos.
 
Outros educadores avaliam que esse impasse poderia ser resolvido com bom senso, já que praticamente todos os dias a merenda é suficiente para alimentar os alunos e os servidores das instituições.
 
 




Fonte: Imagem ilustrativa
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.