Visitas 12576274 - Online 208

Quarta-feira, 20 de Março de 2019

Geral

24/01/2013 13:22:59

Inclusão da BR 174 no PAC facilitará pavimentação entre Vilhena e Juína

Graças ao empenho do Governador do Mato Grosso, Silval Barbosa, e a força da bancada daquele estado no Congresso, será facilitada a pavimentação da BR 174 em dois trechos: de Vilhena (RO) a Juína (MT); e entre as cidades mato-grossenses de Castanheira e Juruena. 

 

Isso porque o governo federal resolveu incluir a BR 174 no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). A decisão foi comunicada ao governador Silval Barbosa pela própria presidente Dilma Rousseff, no final do ano passado.

 

A informação é do secretário estadual de Transportes e Pavimentação Urbana, Cinésio Oliveira. Segundo ele, a presidente Dilma determinou ao relator do Orçamento Geral da União que destinasse R$ 600 milhões para 2013 a serem aplicados na pavimentação da rodovia. "O primeiro trecho a ser pavimentado é de Santo Antônio das Lendas a Cáceres. São 30 km que são fundamentais para viabilizar a Zona de Processamento de Exportação e a hidrovia Paraguai/Paraná já que o porto fica nessa região", avalia Cinésio.

 

Ele também conta que, no início da semana, o ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, conversou com o governador Silval Barbosa confirmando a proposta de delegar competência para que o governo do Estado faça a licitação da pavimentação dos trechos da BR-174 dentro do Regime Diferenciado de Contratação (RDC).

 

"Esse é um trabalho que vinha sendo realizado pelo governador Silval Barbosa e a bancada federal, sob a liderança do deputado federal Wellington Fagundes", conta Cinésio. Segundo ele, a inclusão da rodovia no PAC viabiliza uma das obras mais importantes em termos de logística no Estado.

 

Para Vilhena, e para o estado de Rondônia, a pavimentação do trecho entre Vilhena e Juína é de fundamental importância, pois além de aproximar as duas cidades (já que hoje para se chegar a Juína é necessário fazer uma volta de quase 700 km, sendo que pela BR 174 essa distância se reduziria a 240 km), facilitará o escoamento, por Vilhena, de parte da produção agropecuária do noroeste do Mato Grosso.






Fonte: Assessoria
Autor: Rogério Perucci com informações da assessoria

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.