Visitas 2738362 - Online 213

Domingo, 24 de Junho de 2018

Policial

25/11/2013 14:22:42

Suspeito de matar colega de trabalho dentro de hotel em Vilhena deixou carta

Laudo da necropsia realizada no corpo do representante de uma empresa de piscinas da cidade de Ji-Paraná, Anísio Pereira de Andrade, de 44 anos, encontrado no hotel Cariman, em Vilhena, na tarde de ontem (domingo, 24) revelam que a vítima não cometeu suicídio, hipótese que chegou a ser levantada pela polícia.
A conclusão dos exames é que Anísio tenha sido morto por estrangulamento, provavelmente com o uso de um lençol do quarto em que estava hospedado. O principal suspeito do crime é seu colega de trabalho, Ademar Romero, que também dormia no apartamento e que está foragido desde antes de o cadáver ser encontrado.
Policiais que trabalham no caso disseram ao FOLHA DO SUL ON LINE que uma carta encontrada junto ao corpo reforçam as suspeitas contra Ademar. De acordo com os investigadores, a correspondência, supostamente escrita por ele diz, num determinado trecho: “Sujeito que não é homem tem que morrer”.
A carta tem cerca de dez linhas e revela que a vítima e o suspeito, que também é de Ji-Paraná, podem ter se desentendido ainda no sábado, quando a execução teria sido cometida.





Fonte: FS
Autor: Edeblandes Ortis

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.