Visitas 2684517 - Online 314

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

Cotidiano

18/07/2014 16:00:34

Comandante da PM em Vilhena explica onda de violência e defende monitoramento

Em conversa por telefone com o FOLHA DO SUL ON LINE, na manhã desta sexta-feira, 18, o comandante da Polícia Militar em Vilhena, tenente-coronel Paulo Vieira Gonçalves, explicou os motivos da onda de crimes na cidade, registrada nos últimos dias, e falou das ações da PM no combate à violência.
O militar disse ter estatísticas provando que os roubos e assaltos contra o comércio dispararam logo após a fuga de oito presos do Centro de Ressocialização Cone Sul, presídio que fica próximo à cidade e onde são mantidos apenados de todo o Estado. Dos foragidos, apenas um foi recapturado. “Os outros ficaram nas ruas e podem estar por trás destas ações criminosas”, argumenta.
Gonçalves também alega que, em muitos casos, comerciantes de determinados segmentos desconhecem a obrigatoriedade de terem em seus estabelecimentos, instalados, sistema de vigilância, vigilante e transporte de numerário, conforme lei federal nº 7.102, facilitando de certa forma a ação dos bandidos. É o caso de correspondentes bancários, que não disponibilizam segurança privada e nem veículos apropriados para o transporte de valores. Estes estabelecimentos também não usam portas giratórias com detectores de metal, conforme estabelece a lei.
Mas, a maior irritação do militar diz respeito ás críticas contra o sistema de videomonitoramento, que muitos consideram ineficaz. Gonçalves, no entanto, diz ter dados para provar que, onde existem câmeras de vigilância, os roubos e assaltos foram reduzidos em 33%.





Fonte: FS
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.