Visitas 27031609 - Online 220

Segunda-feira, 20 de Janeiro de 2020

Vilhena

09/09/2014 10:24:20

Clima esquenta no Cone Sul e a própria PM avisa que conflito pode explodir

A própria Polícia Militar do Cone Sul adverte: a região pode ser palco de novo “banho de sangue” em virtude de um conflito agrário. Uma fazenda de mais de 2 mil hectares nas proximidades de Chupinguaia está invadida por sem-terra e há homens armados dos dois lados.
Na manhã de ontem, com a ajuda de membros da Comissão Pastoral da Terra, ligada à Igreja Católica, dois homens que estavam sendo mantidos presos na propriedade, foram apresentados na DPC de Vilhena.
O FOLHA DO SUL ON LINE foi o primeiro veículo de imprensa a divulgar o desaparecimento de Paulo Sérgio de Freitas, 36, e Daniel Costa da Silva, 25. Após o sumiço dos dois, há três dias, a Liga dos Camponeses Pobres (LCP) responsabilizou o dono da fazenda, o empresário vilhenense Heládio Cândido Senn, o “Nego Zen”.
Conforme Boletim de Ocorrência obtido pelo site, a Comissão Pastoral da Terra foi até a fazenda, tomada por várias pessoas, a maioria mulheres e crianças. Eles e relataram que homens armados, contratados por Nego Zen, estariam ameaçando as famílias.
Já o fazendeiro alega que está apenas tentando proteger a propriedade, pois os invasores vem provocando grandes prejuízos na área. Nego Zen diz que os sem-terra queimaram pastos, madeiras e roubaram animais. Também denuncia que estaria se sentindo ameaçado pelos grileiros. Ele teria ordenado a detenção dos dois homens até a chegada da polícia.
Ao registrar os fatos, a Polícia Militar destacou que “há grande risco de conflito na localidade”. Diante disso, é possível que a presença da PM seja intensificada, a fim de evitar mortes em virtude da disputa pela terra.

 





Fonte: FS
Autor: Edeblandes Ortis

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.