Visitas 2593252 - Online 265

Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

Geral

23/09/2015 10:00:58

Justiça mantém condenação e cobrador que matou professor é preso em Vilhena

Crime aconteceu em 2012, no Clube dos Estados

Foi preso na manhã desta quarta-feira, 23, na região central de Vilhena, onde reside com a mulher e a filha, o cobrador Samuel da Silva Firmino, 32 anos. Ele já foi julgado na comarca local pela morte do professor Edson Benedito da Luz, o “Jabá”. O crime aconteceu no dia 25 de fevereiro de 2012, no Clube dos Estados, quando um desentendimento entre Samuel e familiares da vítima provocaram a tragédia. No tiroteio que se seguiu à discussão, também ficou ferido o jovem atleta Patrick Iago Balestrin da Luz, que teve a coluna atingida e hoje se locomove em cadeira de rodas. Ermison Augusto da Luz, o “Lobão”, pai de Patrick e irmão de Jabá, conseguiu escapar do ataque sem ferimentos.
A prisão de Samuel foi determinada pela juíza vilhenense Liliane Pegoraro Bilharva, a mesma que presidiu o Tribunal do Juri no qual ele foi condenado 10 anos e quatro meses de prisão, a ser cumprido em regime inicial fechado. Após o resultado do júri, realizado em setembro do ano passado, a defesa de Firmino anunciou que iria recorrer da decisão. Como O Tribunal de Justiça manteve a pena imposta ao réu em primeira instância, o mandado de prisão contra ele foi expedido e cumprido hoje. Ele será recolhido para iniciar o cumprimento da condenação.
O crime cometido por Samuel abalou a cidade, que se dividiu em relação ao caso. Ao se apresentar à polícia, ele argumentou que só fez os disparos por ter sido atacado. Já Lobão, que processou o clube onde aconteceu a tragédia, perdeu a ação por danos morais. Patrick perdoou o autor do disparo que o deixou paraplégico.





Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.