Visitas 2676004 - Online 209

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

Geral

10/11/2016 15:27:43

Funcionário municipal usa humor, mas faz apelo dramático para receber salário em Vilhena

Enfermeiro diz que vai até o MP pedir esclarecimentos 

Com as prisões de vereadores e agora do prefeito de Vilhena, gente que não tinha a ver com a questão foi profundamente atingida: os servidores da Saúde, cujo pagamento está atrasado desde o final do mês passado. “Há um acordo desde a época do prefeito Melki Donadon, de que nossos salários seriam depositados na última sexta-feira de cada mês e entrariam em conta no sábado subseqüente”, conta o enfermeiro Caio Mendes, responsável pelo cartaz que ilustra esta matéria.

“Vim aqui fazer um apelo: precisamos receber nossos pagamentos, que vêm sofrendo atrasos desde novembro do ano passado”, conta, e explica que a prisão de vereadores e a tramitação legal para a posse dos suplentes atravancou o processo: “Era preciso quorum para que fosse votado um remanejamento de verba e pagamento da folha. Com a prisão de vereadores, eu me pergunto o que a lei pode fazer para nos ajudar. É uma questão de intervenção federal”.

Caio afirma que os funcionários não farão paralisação. “Sou contra paralisarmos porque, além de gerar mais tumulto, isso prejudicaria o cidadão que paga seus impostos, e ele não tem culpa. Mas, vamos até o juiz eleitoral, Ministério Público, Tribunal de Contas e exigiremos decisão”, explica o servidor. 

Na prática, com menos de sete vereadores para votarem a liberação da verba, os servidores ficam sem receber e o dinheiro não circula pela cidade, prejudicando pessoas em efeito cascata. “E nossos credores, como ficam?”, questiona o enfermeiro. Com a prisão do prefeito Zé Rover (PP) a situação se complica ainda mais, já que os próximos na linha de sucessão, o vice-prefeito Jacier Dias (PSC) e o vereador Junior Donadon (PSD), também estão detidos. O vereador Célio Batista, presidente da Câmara, assume interinamente a prefeitura, deixando vaga sua cadeira no Parlamento, e a necessidade de convocação do suplente. “Temos quorum por apenas três dias antes que precisem iniciar outro processo de convocação de suplente, que sabemos que é demorado”. 

Em meio ao tumulto de prisões da Polícia Federal desta quinta, Caio e outros funcionários da saúde levantavam cartazes com os dizeres “Senhor Delegado da PF, solte meu prefeito Zé. Motivo: Preciso receber meu pagamento que já está atrasado. Grato”. 





Fonte: Foto: Suzane Schmitka
Autor: Suzane Schmitka

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.