Visitas 3674067 - Online 192

Segunda-feira, 16 de Julho de 2018

Política

13/01/2017 17:12:08

Vereador preso pela PF chega de camburão para tomar posse na Câmara de Vilhena

Cerimônia para Júnior e Wanderlei está marcada para amanhã

Durou menos de dez minutos a cerimônia de posse do vereador Carmozino Taxista (PSDC), que deixou a Casa de Detenção de Vilhena e chegou à Câmara a bordo de uma viatura policial. O parlamentar, que foi preso pela Polícia Federal após se reeleger, assumiu oficialmente o mandato na tarde desta sexta-feira, 13.

Carmozino, assim como outros dois colegas reeleitos (Wanderlei Graebin, do PSC, e Júnior Donadon, do PSD), conseguiu na justiça o direito de assumir a função. Caso isso não ocorresse em 15 dias, ele e os demais corriam risco de terem os mandatos cassados. Todos são acusados pela PF de extorsão contra empresários do setor imobiliário.

A solenidade de hoje aconteceu na sala do presidente da Câmara, Adilson da Chassi Laser (PSDB), que disse ter sido apanhado de surpresa. “A gente sabia que ele viria, mas esperava ser avisado com antecedência para se preparar”, revelou o tucano.

No momento em que Carmozino chegou, sob discreto aparato policial, além de Adilson, outros dois vereadores estavam no Parlamento: Ronildo Macedo (PV) e Samir Ali (PSDB). Todos trajavam camisetas, mas mesmo assim executaram, na Sala da Presidência o procedimento solene determinado pela justiça. Logo após o ato, Carmozino retornou, sob escolta, para a prisão onde estava.

NOVAS CERIMÔNIAS
Adilson revelou ter sido informado extraoficialmente que Donadon e Graebin deixaram, às 14:45h de hoje, o Centro de Correição da PM em Porto Velho, onde ambos estavam presos por serem advogados. Como os dois só devem chegar à cidade na madrugada, a posse deles ficou marcara para as 10:00h de amanhã, sábado, 14.






Fonte: Foto: colaborador
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.